CETC remove 13  vans na manhã desta terça-feira

Publicado em 03/12/2019 - 13:12 | Atualizado em 03/12/2019 - 13:43

 

Motivada por denúncia, uma ação resultou na remoção de sete apenas na Pavuna

 

Equipes da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar (CETC), órgão da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), removeram 13 vans e Kombis – das quais quatro piratas – somente na manhã desta terça-feira (dia 3). Dentre as ações, uma especial realizada pelos agentes na Pavuna resultou na remoção de sete utilitários, entre irregulares e piratas.  As equipes da CETC também reforçam operação especial de ordenamento urbano, integrada pela Seop, no Méier, que acontece nesta terça, além de participarem do Mutirão da Ordem Pública na orla da Zona Sul.

 

Após receber denúncia de vans em ponto irregular atrapalhando a fluidez do trânsito na Avenida Pastor Martin Luther King, na altura da estação do metrô na Pavuna, agentes da coordenadoria  se dirigiram ao local nesta manhã. A ação resultou na remoção de cinco vans irregulares e duas piratas flagradas realizando o transporte de passageiros. Irregularidades como selo e licença vencidos e veículo em mau estado de conservação também foram flagradas. As outras remoções ocorreram em Bangu, Irajá, Pilares, Inhaúma, Ilha do Governador e Penha.

Durante as abordagens, os agentes da coordenadoria verificam a validade da documentação, o selo de vistoria, a situação do condutor, a presença de equipamentos obrigatórios, os itens de segurança, estado de conservação dos utilitários, dentre outros aspectos.Eles também orientam os permissionários quanto à conduta na prestação do serviço de acordo com o código disciplinar que rege a categoria e Código de Trânsito Brasileiro(CTB).

As ações seguem intensificadas nesta terça-feira com o objetivo de reprimir o transporte ilegal realizado por vans piratas, visando oferecer mais segurança na mobilidade dos usuários do transporte complementar, além de fiscalizar os serviços prestados por vans e Kombis. A CETC destaca a importância da população no registro de denúncias, que são anônimas, e podem ser realizadas por meio da central 1746 em posse da placa, data, horário e local com o objetivo de auxiliar no planejamento das ações

  • 3 de dezembro de 2019