Coronavírus: Prefeitura do Rio reforça estoque de insumos nos hospitais da rede

Publicado em 15/03/2020 - 20:07 | Atualizado em 16/03/2020 - 12:04
Coronavírus insumos hospitaisSMS já comprou mais de 800 respiradores e prevê aquisição de mais equipamentos. Foto: Mariana Ramos / Prefeitura do Rio

Para reforçar o enfrentamento à pandemia de coronavírus na cidade, os hospitais da rede municipal já começaram a receber reforços de insumos e equipamentos. A medida é preventiva para atender um possível aumento de pacientes internados com sintomas mais graves da severa gripe. Além dos recursos estratégicos presentes em suas unidades, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) conta com uma reserva técnica de insumos para eventos adversos, quando há uma demanda maior por atendimento médico.

A SMS já adquiriu mais de 800 respiradores – eles serão importados e fazem parte da renovação do parque tecnológico da Saúde – e vai adquirir mais insumos para o atendimento a pacientes diagnosticados com o Covid-19. Entre os itens estão equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais de saúde, como máscaras, óculos, capote (uma avental especial) e luvas.

Em toda a rede municipal de saúde, os profissionais receberam treinamento específico para o atendimento dos casos. Também foi montada uma estratégia de atendimento que assegura os leitos necessários em toda a rede.

Reserva de leitos

Foram reservados 150 leitos para internação dos pacientes que apresentarem quadro mais grave da doença. No Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, um andar inteiro da unidade foi preparado para esses casos e outro já foi reservado para receber os pacientes. Os locais estão devidamente equipados para atendimento de pacientes com o coronavírus que precisam de internação. A unidade também reforçou o seu estoque estratégico de insumos, como respiradores e equipamentos de proteção individual, para ser usado, em caso de necessidade.

É importante ressaltar que os pacientes que apresentem sintomas como dificuldade de respirar e febre são atendidos em unidades de emergência.

Os pacientes que precisarem de internação serão transferidos para hospitais da rede por meio da Central Unificada de Regulação.

A SMS preparou uma cartilha para a população com dicas para ajudar no controle do coronavírus. O material estará disponível no site da SMS e nas redes sociais.

Em toda a rede municipal de saúde, os profissionais receberam treinamento específico para o atendimento dos casos e seguem recebendo orientações para aperfeiçoar o atendimento.

“As pessoas que estão em casa com um quadro de síndrome gripal, sem maiores complicações, devem permanecer em casa. Em caso de dúvidas, a população deve ligar para o 136, Disque Saúde, do Ministério da Saúde. No caso de febre e sintoma respiratório, a pessoa deve procurar uma clínica da família. Caso a pessoa sinta dificuldade de respirar, é o momento de procurar as UPAs, os Centros de Emergência Regional (CER) e os hospitais de emergência.”, esclareceu a secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch.

O Plano de Contingência criado pela assessoria técnica da SMS prevê um gabinete de crise que irá acompanhar o panorama do Covid-19 na cidade do Rio e tomar as medidas necessárias para a prevenção e o enfrentamento da doença.

 


Confira também:

 

Fique por dentro de tudo o que acontece na Secretaria Municipal de Saúde do Rio e nos siga nas redes sociais!