Secretaria Municipal de Saúde: taxa de ocupação de leitos de UTI na rede SUS da capital está em 73%

Publicado em 29/06/2020 - 15:00 | Atualizado
Não há fila de espera, pois há leitos para todos os pacientes inseridos no sistema de regulaçãoLeitos da rede municipal. Foto: Mariana Ramos / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, abriu 1.252 leitos para Covid-19 desde o início da pandemia. Deste total, 248 são leitos de UTI. O número de leitos especializados na rede municipal é maior do que a demanda por internações para tratamento da doença.

A taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 na rede SUS – que inclui leitos de unidades municipais, estaduais e federais – no município é de 73%. Já a taxa de ocupação nos leitos de enfermaria é de 42%.

Nas unidades da rede municipal, há 512 pacientes internados. Deste total, 204 estão em UTIs.

A rede SUS na capital tem 1196 pessoas internadas em leitos especializados, sendo 500 em leitos de UTI.

Não há fila de espera, pois há leitos para todos os pacientes inseridos no sistema de regulação.

Em toda a rede SUS da Região Metropolitana 1 – que engloba a capital e municípios da Baixada Fluminense – 29 pessoas estão em processo de transferência para leitos de Covid-19. Deste total, 12 são para UTI.