Pacto de Milão: programa Hortas Cariocas promove plantio com representantes de diferentes continentes

Publicado em 20/10/2022 - 11:09 | Atualizado em 20/10/2022 - 11:11
Os representantes participaram do plantio de espécies frutíferas no espaço que passou a se chamar Pomar Pacto de Milão - Divulgação

Após o encerramento do 8° Fórum Global do Pacto de Milão, que foi realizado pela primeira vez no Rio de Janeiro, a delegação, com representantes de diferentes países, visitou a horta Dirce Teixeira, no Jardim Anil, uma das hortas com maior produção do programa Hortas Cariocas, coordenado pela Secretaria municipal do Ambiente e Clima (SMAC). Ao todo, são 56 hortas espalhadas pela cidade.

No evento, que contou com o apoio da Subprefeitura de Jacarepaguá, a comitiva conheceu todo o espaço, com canteiros e estufas, que faz parte de uma agrofloresta e beneficia centenas de famílias da região. Os representantes ainda participaram do plantio de espécies frutíferas, como pitanga, araçá, goiabeira, jambo e gabiroba, no espaço que passou a se chamar Pomar Pacto de Milão.

O vice-prefeito e secretário da SMAC, Nilton Caldeira, destacou a visita da delegação e a importância do programa, que está passando por uma renovação.

 

– É uma honra receber representantes de todo o mundo em uma de nossas 56 hortas. Mostrar o trabalho do programa, que já atingiu a marca de 1 mil toneladas em produção de alimentos orgânicos, é de grande importância para a cidade e para outros países. A partir de agora, o Hortas Cariocas entra em nova fase, com novos procedimentos e projetos para fortalecer cada vez mais a produção e beneficiar mais cariocas.

 

Mais de 60 representantes de diferentes países, como Indonésia, Filipinas, Cabo Verde, Moçambique, Itália, México, França, Alemanha, Inglaterra e EUA participaram da visita.

 

– O mais interessante é mostrar a integração entre a mata nativa e a produção agroecológica, fortalecendo a educação ambiental, além de promover a interação dos moradores com a natureza e contribuir para a segurança alimentar – disse o novo gerente do programa, Diogo Caprio.

 

Prefeitura do Rio promove evento de encerramento do 8º Fórum Global do Pacto de Milão para Política de Alimentação Urbana

 

A subprefeita de Jacarepaguá, Talita Galhardo, também acompanhou a visita e ressaltou a qualidade dos alimentos, que contribui para a boa saúde dos moradores.

 

– O trabalho das Hortas Cariocas contribui significativamente para a melhora na saúde da população. Notamos, também, que o programa ajuda na redução do índice de desnutrição e carência de vitaminas e minerais. A questão da segurança alimentar esteve sempre em nossa agenda. Outro ponto importante é o aumento da renda familiar dos envolvidos. A integração do homem urbano com a produção rural traz enriquecimento para a sociedade. É uma alegria termos uma horta tão bem cuidada aqui em nossa região.

 

Programa já beneficiou cerca de 60 mil famílias em vulnerabilidade social

Criado em 2006 com o objetivo de reduzir a insegurança alimentar de famílias que vivem em vulnerabilidade social e criar postos de trabalho, gerando renda e afastando jovens da criminalidade, o programa Hortas Cariocas está presente hoje em 56 pontos da cidade, sendo 29 comunidades e 27 escolas da rede municipal de ensino. O programa também tem o intuito de incentivar o combate ao desperdício de alimentos, coibir a ocupação irregular de áreas frágeis, criar espaços de convivência e capacitar cariocas para a gestão empreendedora.

Ao longo de 16 anos, o programa já produziu cerca de 1 mil toneladas de alimentos, beneficiando cerca de 60 mil famílias. Do total da produção, 50% foram distribuídos para moradores das comunidades contempladas e a outra metade foi comercializada para reverter na compra de insumos, indicando, assim, sua autogestão. O programa já recebeu três reconhecimentos, incluindo dois internacionais: Prêmio Empreendedor Sustentável (2015), menção honrosa no Pacto de Milão na categoria Produção Alimentar (2019), além de ter sido incluído pela ONU na lista de ações essenciais para alcançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Vale lembrar, ainda, que a cidade avança para ter a maior horta urbana do mundo, com extensão equivalente a 15 campos de futebol. Hoje, a horta do Parque Madureira Mestre Monarco já conta com 55 canteiros produtivos e outros 95 em desenvolvimento. A previsão é que sua expansão seja concluída em 2024.

  • 20 de outubro de 2022
  • Skip to content