Prefeitura do Rio promove evento de encerramento do 8º Fórum Global do Pacto de Milão para Política de Alimentação Urbana

Publicado em 19/10/2022 - 15:31 | Atualizado em 19/10/2022 - 16:48
  • Início/
  • /
  • Prefeitura do Rio promove evento de encerramento do 8º Fórum Global do Pacto de Milão para Política de Alimentação Urbana
Evento de encerramento do Pacto de Milão - Arthur Medina / Divulgação

A Prefeitura do Rio realizou, nesta quarta-feira (19/10), a cerimônia de encerramento do 8º Fórum Global do Pacto de Milão para Política de Alimentação Urbana, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca. Cerca de 500 delegados, prefeitos e representantes de cerca de 160 cidades do mundo estiveram reunidos presencial e virtualmente debatendo, durante três dias, soluções para políticas públicas, sistemas alimentares e justiça climática. Foi a primeira vez que o fórum foi realizado na América do Sul.

O evento, que ainda contou com entrega do Prêmio de Milão 2022, teve o tema “Comida para Nutrir a Justiça Climática: soluções alimentares urbanas para um mundo mais justo”.

A cerimônia de encerramento teve a participação de Carlo Petrini, presidente e fundador do movimento Slow Food, e de Bruno Oliveira, coordenador de Relações Internacionais da Prefeitura do Rio, patrocinadora do evento.

 

– Foi uma imensa hora para a cidade do Rio de Janeiro sediar o 8º Fórum Global do Pacto de Milão. Foi um grande momento da nossa cidade poder contar com a presença de especialistas que se propuseram a dividir seus conhecimentos conosco. Ao longo desses três dias tivemos a oportunidade de debater sobre justiça climática, o desperdício de alimentos, alimentação escolar, a governança alimentar e o mundo pós pandemia. A Prefeitura do Rio, com suas secretarias e órgãos, teve a oportunidade de apresentar suas políticas municipais e os projetos que estão sendo implementados na cidade. Fico muito feliz de ver que as cidades brasileiras tiveram destaque nessa edição – disse Bruno Oliveira, representando o prefeito do Rio, Eduardo Paes.

 

Durante a cerimônia, 49 cidades assinaram o documento de adesão ao Pacto de Milão, uma demonstração da força da organização e também do crescimento da atenção aos sistemas e políticas alimentares urbanas por parte de prefeitos de todo o mundo.

Salvador, Osasco e Maricá foram as cidades brasileiras que aderiram ao Pacto de Milão. Além destas, a adesão ao Pacto foi assinada nesta quarta-feira pelas seguintes cidades: Abu Dhabi, Bafoussam, Balikpapan, Banjarbaru, Bhopal, Bontang, Chandigarh, Chiang Mai, Chone, Cincinnati, Dijon, Dublin, Efeler, Esteban Echeverría, Freetown, Guelf, Godoy Cruz, Gorontalo, Indore, Istanbul, Jabalpur, Jammu, Le Havre Seine Métropole, Lisbon, Makassar, Manizales, Namur, Nilüfer, Ostend, Pachuca, Panaji, Pekanbaru,Portoviejo, Quezon City, Rajkot, Rourkela, Sagar, San Carlos, Santa Fe, Santiago de Cali, Seberang Perai, Semarang, Sukabumi, Surat,Tarakan, Tumkur Ujjain e Wroclaw, entre outras.

Durante o 8º Fórum Global do Pacto de Milão, encerrado nesta quarta-feira, foram discutidas soluções e oportunidades eficazes para combater as mudanças climáticas por meio de políticas e sistemas de alimentação. Dentre várias cidades, participaram do evento prefeitos e representantes de cidades como Adis Abeba, Etiópia, Bandungue, Indonésia, Copenhague, Dinamarca, Duala, Camarões, Mérida, México, Uagadugu, Burkina Faso, Paris, França, Quelimane, Moçambique, Rosário, Argentina, Tel Aviv, Israel, Vinduque, Namíbia, Yeosu, Coreia do Sul.

Os participantes do fórum conheceram a Horta Carioca Dirce Teixeira – Samuel Barcelos/Prefeitura do Rio

 

Após a cerimônia, os participantes do evento foram convidados a visitar a Horta Carioca Dirce Teixeira, uma das 56 hortas que fazem parte do programa Hortas Cariocas, da Secretaria do Ambiente e Clima.

O programa Horta Cariocas tem reconhecimento internacional e já recebeu três prêmios, incluindo dois internacionais: Prêmio Empreendedor Sustentável (2015), Prêmio Pacto de Milão na categoria Produção Alimentar (2019), além de ter sido incluído pela ONU na lista de ações essenciais para alcançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Ao longo de 16 anos, o programa já produziu cerca de 1 mil toneladas de alimentos, beneficiando mais de 60 mil famílias. Somente neste ano, a produção de alimentos já passou de 59 toneladas em todas as hortas, com a atuação de 283 trabalhadores.

  • 19 de outubro de 2022
  • Skip to content