Atendimento itinerante vai emitir cartão de estacionamento do idoso, nesta quinta-feira, em Copacabana

Publicado em 11/03/2020 - 11:58 | Atualizado

A partir de agora vai ficar mais fácil retirar o cartão de estacionamento do idoso concedido pela Prefeitura do Rio. Resolução publicada no Diário Oficial do Município na quarta-feira, 11, estabeleceu que além da Secretaria Municipal de Transportes, a Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida e Eventos também pode solicitar e emitir o documento. Nesta quinta-feira, 12, uma tenda montada na Praça Serzedelo Corrêa, em Copacabana, já começa a entregar o benefício a pessoas com 60 anos ou mais, das 7h às 16h.

Em posse do documento oficial, o idoso pode estacionar o veículo gratuitamente numa das 1.618 vagas especiais existentes nas ruas da capital. No caso de estabelecimentos privados, os portadores do cartão podem parar em locais de mais fácil acesso (vagas especialmente delimitadas), mas devem pagar a tarifa cobrada por cada local.

O secretário Felipe Michel lembra que o serviço vai facilitar a vida de idosos que não têm acesso à internet.

– O serviço online continua, mas muita gente não tem computador, impressora, ou simplesmente não gosta ou não sabe mexer com a internet, por isso é importante levar o serviço até ela.

Para cada CPF, só é permitida a emissão de um cartão. Cada documento tem um QR Code — código que pode ser escaneado por aparelhos celulares com câmera fotográfica, permitindo a identificação do usuário.

De segunda a sexta-feira, os idosos também podem se dirigir à sede da Municipal de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida e Eventos, na rua Afonso Cavalcanti, 455, sala 571, Cidade Nova, ou ainda aos postos itinerantes que vão rodar a cidade semanalmente visando atender os mais diversos bairros.
Quem estaciona em vaga especial de idoso sem o cartão comete uma infração classificada como gravíssima pelo Código de Trânsito Brasileiro, com multa de R$ 293,47 e perda de sete pontos na carteira, além de o veículo estar sujeito a reboque.

 

Foto: Divulgação