Diretora de escola municipal mantém alunos conectados com ensino usando ferramentas virtuais na quarentena

Publicado em 27/05/2020 - 11:01 | Atualizado em 27/05/2020 - 11:22
Plataforma Matific é uma das utilizadas pela SME para levar estudo aos alunos da rede municipal em tempos de afastamento social. Foto: reprodução

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Educação, estimula o aprendizado dos estudos dos alunos da Rede Municipal de Ensino mesmo durante a pandemia, com a utilização de diversos recursos. A professora Elizabeth Mendes Pereira, diretora da Escola Municipal Pedro Ernesto, na Lagoa, por exemplo, é uma das docentes da rede que têm utilizado ferramentas digitais para manter contato com os mais de 300 estudantes da escola e repassar conteúdo. Beth, como é conhecida por seus alunos, faz da tecnologia uma grande aliada em tempos difíceis.

A professora conta que as práticas permitem a continuação do processo educacional. Detalhe: as ferramentas digitais começaram a ser utilizadas na escola antes mesmo da quarentena , para melhorar a interação entre a equipe pedagógica e os responsáveis.

– A utilização do WhatsApp começou para transmitir comunicados às famílias das crianças. Depois, decidimos ampliar e criar grupos de Whatsapp para todas as turmas da escola. Assim, agilizamos nossa comunicação e aumentamos o contato com os responsáveis. Podemos dizer que isso foi um divisor de águas – explicou a diretora.

Em março, quando as aulas presenciais da Rede Municipal de Educação foram suspensas, a diretora Elizabeth percebeu que a utilização do Whatsapp se intensificou. Orientada pela SME sobre a importância de manter um vínculo com alunos, o aplicativo passou a ser também uma forma de enviar atividades e materiais pedagógicos. Contudo, foi preciso expandir. Beth recorreu a formulários digitais para acompanhar as condições de estudos de seus alunos e até para obter mais informações dos responsáveis.

Matific e Google Classroom também são recursos

Os alunos da escola também se beneficiam da plataforma Matific disponibilizado pela Prefeitura do Rio com o objetivo de ampliar o uso da tecnologia em favor da Educação. Na plataforma, os alunos podem resolver questões de matemática e ter seu progresso acompanhado pelos professores. Outra adesão da direção da escola foi ao Google Classroom, um sistema de gerenciamento de conteúdo para escolas que ajuda a simplificar a criação, a distribuição e a avaliação de trabalhos realizados a distância.

– A nossa proposta nesse momento é acolher, revisar conteúdos anteriormente trabalhados em sala de aula e ajudar a manter uma rotina de estudos, para que eles a mantenham no nosso retorno à escola – afirma Elizabeth.

E tem também o aplicativo SME Carioca 2020

Vale lembrar que os alunos da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro seguem estudando, em casa, por meio do aplicativo SME Carioca 2020. Na plataforma, que acumula mais de 4,2 milhões de acessos, é possível conferir conteúdo pedagógico para todos os segmentos, da Educação Infantil ao Programa de Jovens e Adultos. Os professores da SME também estão repassando conteúdos e atividades por meio de redes sociais, como YouTube, Facebook e WhatsApp. O material didático ainda está disponível para os alunos da Rede Municipal de ensino no site da MultiRio também. E a SME está distribuindo material impresso para quem estiver com alguma dificuldade de acesso à informação on line.

 

Canal de vídeos literários para alunos da Prefeitura do Rio alcança 20 mil visualizações em 69 publicações