Prefeitura investe na instalação de tomógrafos na guerra contra o coronavírus

Publicado em 09/05/2020 - 10:57 | Atualizado em 09/05/2020 - 10:59
O tomógrafo da Policlínica Guilherme da Silveira, em Bangu. Foto: Mariana Ramos / Prefeitura do Rio

PREFEITURA DO RIO
SÁBADO, 09/05/20

 

[SALVAR VIDAS]

 

A Prefeitura do Rio não para de investir nas unidades de saúde com uma das principais armas contra o novo coronavírus: a instalação de tomógrafos de alta precisão em áreas vulneráveis e que registram os maiores índices de casos confirmados de pacientes com infecção pelo covid-19.
Neste sábado (09/05), o Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, anunciou mais um aparelho instalado, desta vez na Policlínica Guilherme da Silveira, em Bangu.

 

Salvar vidas

 

Com a tomografia é possível ter o diagnóstico precoce de doença. E o investimento que a Prefeitura faz em novos equipamentos é uma ação inédita, que coloca o Rio de Janeiro entre os lugares no mundo com o maior número de tomógrafos novos e modernos à disposição da população na rede pública de saúde.

– Esses tomógrafos são máquinas de salvar vidas. Com o diagnóstico no início, os médicos poderão iniciar o tratamento necessário imediatamente. Isso é o mais importante para evitar óbitos e internações em UTI – explica Crivella.

Hoje, em muitos lugares, quem apresenta baixo oxigênio ou sintomas mais graves, sem a tomografia, vai para casa e aguarda a agravação do caso. Segundo o Prefeito, isso não vai mais mais acontecer.

-Perto de casa tomógrafo, vamos ter leitos para que as essas pessoas possam ficar em observação e receber tratamento imediato – disse.

 

A entrada da Policlínica Guilherme da Silveira, em Bangu. Foto: Mariana Ramos / Prefeitura do Rio

 

Rio é referência em tomografias

 

O Rio de Janeiro sai na frente e é a capital com mais capacidade de fazer tomografias em toda América Latina e não perde em nada para a qualidade dos exames realizados na Europa.

– Se o paciente nos Estados Unidos, França, Alemanha, for fazer uma tomografia, vai ter a mesma resolução e a mesma qualidade que vai ter com o nosso tomógrafo. São 128 canais, top de linha – afirmou o Prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

 

Tomógrafos na cidade

 

Desde 2017, 27 aparelhos foram comprados e, destes, 10 já foram instalados em grandes hospitais, além do que já está em funcionamento na Policlínica Rodolpho Rocco e no Hospital de Campanha, no Riocentro.

Dos 27 equipamentos comprados, um foi instalado em 2017 no Hospitral Albert Schweitzer. Outros dez foram comprados com verba de emenda parlamentar de quando o prefeito Marcelo Crivella era senados e nove deles foram instalados nos hospitais Miguel Couto, Francisco da Silva Telles, Lourenço Jorge, Pedro II, Ronaldo Gazolla, Salgado Filho, Souza Aguiar, Rocha Faria e Evandro Freire. O décimo aparelho aguarda a conclusão de obras de adaptação no Hospital Municipal da Piedade para que seja instalado.

Em 2019, a Prefeitura do Rio, numa ação inédita, comprou, em licitação internacional, 400 toneladas de equipamentos (18 mil aparelhos), um investimento de R$ 370 milhões para a renovação dos parques tecnológicos das unidades de saúde. Nesta compra, 16 tomógrafos foram adquiridos – 10 deles já foram entregues ao prefeito no dia 29 de abril no Aeroporto Internacional do Galeão. Após a inauguração de amanhã, outras unidades também serão contempladas com novos tomógrafos como a Policlínica Lincoln de Freitas Filho, em Santa Cruz, o Hospital Miguel Couto e o Hospital Mário Kröeff, além do equipamento que será instalado na Rocinha.