Prefeitura do Rio registra redução expressiva na circulação de transportes na cidade

Publicado em 16/04/2020 - 16:01 | Atualizado em 16/04/2020 - 18:30
Queda de até 87% de frequência nos meios de transporte da cidade, desde 16 de março. Foto Marco Antonio Rezende/ Prefeitura do Rio

Painel desenvolvido pela Prefeitura do Rio, por meio do Centro de Operações Rio, mostra queda de até 87% de frequência nos meios de transporte da cidade, desde 16 de março. De acordo com a ferramenta, o VLT foi o meio de transporte com maior redução de uso, com 87% a menos de usuários. O metrô, 83%, e o BRT, 73%, aparecem em seguida. As barcas apresentaram queda de 71% de circulação, enquanto os ônibus de linha registraram redução de 67%. Os dados comparam o número de usuários desta quarta-feira, dia 14 de abril, com a semana anterior a restrição nos transportes.

O número de acidentes nas vias da capital também caiu. Até o dia 14 de abril, a redução era de 85%. Poucos carros nas ruas significam também menos trânsito. Antes do início da quarentena, em dias de semana, o pico de congestionamento no horário de rush podia chegar a 149 km, em toda a cidade. Atualmente, o máximo que se tem visto são cinco quilômetros. Uma redução de aproximadamente 96%.

O Painel de Mobilidade do Centro de Operações Rio concentra informações de todos os principais meios de transporte e do trânsito. Os dados são coletados desde o dia 16 de março, quando foram aplicadas as medidas de quarentena na cidade e restrição no transporte. Para outros detalhes, acesse o link: https://bit.ly/BI_transportes .

 

Coronavírus: Veja aqui as medidas adotadas pela Prefeitura nesta quarta-feira para evitar a pandemia na cidade