Prefeitura ajuda mais dois municípios a abrirem leitos de UTI para Covid

Publicado em 02/08/2020 - 13:38 | Atualizado
O Rio cedeu um total de 29 equipamentos para abertura de leitos de UTI dedicados ao tratamento da Covid-19 em Paty do Alferes e Vassouras. Crédito: Divulgação/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, entregou neste domingo (02/08) um total de 29 equipamentos para abertura de leitos de UTI dedicados ao tratamento da Covid-19 em Paty do Alferes e Vassouras. A iniciativa da Prefeitura do Rio permitirá a criação de 14 leitos de UTI, dez em Vassouras – que recebe dez respiradores e dez monitores – e quatro em Paty, que recebe quatro respiradores, quatro monitores e um carrinho de anestesia.

A queda dos números de internações nas UTIs e de atendimentos de casos de síndromes gripais nas unidades municipais do Rio, e o avanço da pandemia para cidades do interior do estado levaram a Prefeitura a se solidarizar com os municípios.

No total, o Rio já cedeu 522 equipamentos a 25 municípios fluminenses e ao Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE), que pertence à rede estadual. Com isso, foram abertos 255 leitos de UTI dedicados à Covid-19 nessas cidades e 16 no HUPE.

– Eu fico muito feliz quando ouço alguém dizer que nós abrimos mais leitos de UTI do que na nossa cidade. É dando que se recebe. Nós abrimos lá fora, em todo o Estado, mais leitos de UTI do que abrimos pra nós aqui no Rio de Janeiro. Isso mostra um espírito de solidariedade que esta pandemia vai deixar como grande legado. Foi assim que nós vencemos o coronavírus: abrindo mais leitos no interior do que aqui – afirmou o prefeito do Rio.
Os equipamentos ficarão cedidos enquanto durar a pandemia e, depois, retornam ao município do Rio. A cessão está sendo possível porque a Prefeitura está renovando o parque tecnológico da rede municipal de saúde. Nos últimos três anos, foi feito um investimento total de R$ 370 milhões para compra de mais de 18 mil itens, entre eles 27 tomógrafos e 726 respiradores. Os aparelhos cedidos às cidades vizinhas estavam em hospitais da rede e foram substituídos pelos novos.

Para a secretária municipal de Saúde, Bia Busch, é muito importante que as cidades tenham seus equipamentos, até para evitar o deslocamento dos pacientes graves para outros municípios:

– É importante para que as pessoas não precisem se deslocar em ambulância e helicópteros e possam estar perto de seus familiares, mesmo neste momento em que doença impediu visitas.

Já receberam aparelhos para abertura de leitos de UTI os seguintes municípios: Mangaratiba, Seropédica, Guapimirim, Barra do Piraí, Nova Iguaçu, Petrópolis, Itaguaí, Queimados, Duque de Caxias, Teresópolis, Campos, Miguel Pereira, Rio das Ostras, Mendes, Barra Mansa, Miracema, Volta Redonda, São João de Meriti, Cordeiro, Carapebus, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Itaperuna, Paty do Alferes e Vassouras.