Vigilância Sanitária trabalha para fechar 2019 com 100 mil análises realizadas

Publicado em 22/11/2019 - 16:23 | Atualizado em 23/11/2019 - 13:33

Um dos muitos programas diferenciados implantados pela Prefeitura do Rio na área de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses, o Laboratório Municipal de Saúde Pública (LASP) comemora esta semana, um ano de sua modernização. O projeto de revitalização, inaugurado em 21 de novembro do ano passado, trouxe 75 novos equipamentos e agilizou os procedimentos, com mais de 20 ensaios, exames e técnicas que permitiram um crescimento expressivos de análises que, até o fim deste ano, devem chegar a 100 mil, quase o dobro do número registrado em 2017, quando o Lasp foi inaugurado, resultado da unificação das seis unidades de coleta e análises de produtos e das cinco de análises de zoonoses.

– A modernização do laboratório agilizou procedimentos que antes eram manuais e agora são automatizados. Análises de bactérias e fungos no combate e prevenção a zoonoses, doenças transmissíveis por animais ao homem, passaram a ter resultados liberados em quatro a cinco dias. Antes, esse prazo era de duas semanas. A criação do Lasp trouxe contribuições diferenciadas já no primeiro ano, quando o Estado do Rio enfrentou um surto de febre amarela e a Vigilância teve estrutura para analisar mais de mil primatas de diversos municípios fluminenses – destaca a subsecretária de Vigilância Sanitária, Márcia Rolim.

Pautada no conceito de Saúde Única, a junção e a revitalização permitiram o aumento das ações de segurança alimentar para a população, com os serviços de coleta e de análise de produtos crescendo substancialmente. O número de diagnósticos que em 2018 foi de 42 mil saltou para 55 mil até outubro de 2019.

– Essa agilidade nos ensaios e os resultados que agora são mais precisos ajudam a manter uma espécie de barreira sanitária na cidade, evitando surtos de doenças e prevenindo diversas zoonoses – pontua a médica-veterinária Roberta Ribeiro, coordenadora do Lasp.

Somando todos os números, a produção do Lasp mais do que dobrou: foi dos 78 mil serviços em 2015 e 2016 para 140 mil em 2017 e 2018, com mais 83 mil já realizados até outubro de 2019, seguindo com a expectativa de encerrar o ano com 100 mil ensaios realizados.