Vigilância Sanitária orienta sobre como se proteger da leptospirose nas enchentes

Publicado em 01/03/2020 - 18:55 | Atualizado em 01/03/2020 - 21:20

Os alagamentos provocados pelas chuvas fortes sempre causam inúmeros problemas à população. Entre eles está o risco de contrair a leptospirose, doença causada pela bactéria Leptospira sp, presente na urina de ratos e camundongos. No município do Rio, ao longo de 2019, dos 453 casos suspeitos em cães, 221 foram confirmados, sendo que em humanos foram confirmados 70. Já neste ano, dos 24 casos em caninos analisados, 11 deram positivo. Os números desta zoonose – doenças transmitidas ao homem por animais – não chegam a ser alarmantes, mas exigem atenção.

Como prevenção, a Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses reforça cuidados a serem adotados em enchentes, uma vez que a água empoçada e a lama podem concentrar a urina de roedores, facilitando a contaminação de pessoas, de cães e até de alimentos. Os maiores riscos são para quem tiver ferimentos na pele, sendo que a bactéria também pode penetrar pelas mucosas e mesmo pela pele íntegra.

O que fazer em casos de enchentes

1- Evite contato direto com a água e a lama de enchentes;
2- Se a sua casa for inundada pela enchente, espere a água baixar, remova a lama e desinfete o local, sempre se protegendo com luvas, botas de borracha ou outro tipo de proteção para braços e pernas, como sacos plásticos duplos;
3- Descarte os alimentos e medicamentos que tiveram contato com a água de enchente;
4- Não deixe crianças e cães brincarem ou nadarem em locais com água e lama de enchentes ou outros pontos que possam estar contaminados pela urina de roedores;
5- Se a caixa d’água foi atingida por lama, descarte a água e faça a desinfecção do reservatório;
6- Não pesque em rios e lagoas após as chuvas;
7- Pessoas que trabalham na limpeza da lama, retirada de entulhos e desentupimento de esgotos devem sempre usar botas e luvas de borracha ou outro material de proteção.

Como prevenir a doença

1- Acondicione o lixo em sacos plásticos ou em recipientes bem fechados, armazenando-o em local alto até que seja coletado;
2- Guarde sempre os alimentos em recipientes bem fechados e em locais elevados do solo;
3- Mantenha a cozinha limpa, sem restos de alimentos;
4- Retire as sobras de alimentos ou ração de animais domésticos antes do anoitecer, mantendo sempre os vasilhames limpos;
5- Mantenha quintais, ruas, terrenos e as margens dos córregos limpos e capinados;
6- Evite acumular nos quintais e terrenos entulhos e objetos como telhas, madeiras e materiais de construção, para não servirem de abrigo aos roedores;
7- Feche buracos e vãos nas paredes e rodapés;
8- Mantenha as caixas d’água limpas e tampadas, e trate a água de poços antes da utilização;
9- Vacinar cães semestralmente contra a leptospirose.