Prefeitura fiscaliza 101 estabelecimentos nos dois primeiros dias de funcionamento da Fase 3

Publicado em 03/07/2020 - 21:21 | Atualizado

A Prefeitura do Rio, por meio da Vigilância Sanitária, inspecionou 101 estabelecimentos desde o início da Fase 3 da reabertura econômica, iniciada nesta quinta-feira, 02/07. Nesta sexta-feira, 03/07, foram 35 fiscalizações ao longo do dia, que resultaram em mais 37 multas. Na quinta-feira foram 66 estabelecimentos comerciais, com outras 36 infrações emitidas.

Foram fiscalizados restaurantes, bares, lanchonetes, academias de ginástica e salões de beleza. Nos total até agora, 73 estabelecimentos foram multados por irregularidades como aglomeração, falta do uso de máscara e falta de higiene. Deste total, 36 são bares e restaurantes, 26 salões de beleza e 11 academias de ginástica até agora.

As ações têm como principal foco conferir o cumprimento das medidas higiênico-sanitária para o combate à Covid-19, que incluem ainda o distanciamento de dois metros e a disponibilidade de insumos nas áreas de circulação para a higienização das mãos, como sabonete líquido e álcool 70% em gel.

Balanço geral da fiscalização

A Prefeitura reforça que está fazendo fiscalizações diárias com os órgãos operacionais pra conferir se as normas para o combate à Convid-19 estão sendo cumpridas. Em três meses, a Vigilância Sanitária inspecionou mais de 5 mil estabelecimentos e participou também de muitas das cerca de 40 mil fiscalizações feitas pela Secretaria Municipal de Ordem Pública com a Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Fazenda e PMs, em ações que resultaram em 2.374 multas por funcionamento dos estabelecimentos em desacordo com as regras.

Desde que o início das fiscalizações para conferir o uso obrigatório das máscaras, foram mais de 3.231 inspeções que resultaram em 2.599 multas e mais de 2 mil notificações a pedestres. O superintendente de Educação da Vigilância Sanitária, Flávio Graça ressalta a importância da população cumprir as regras para o combate à pandemia de coronavírus. Ele também destacou a necessidade da participação de todos no enfrentamento à pandemia.