Rio+Seguro detém dois foragidos da Justiça com auxílio do sistema de reconhecimento facial

Publicado em 02/09/2019 - 11:52 | Atualizado em 02/09/2019 - 11:54
Rio+Seguro detém dois foragidos da Justiça com auxílio do sistema de reconhecimento facialRio+Seguro detém dois foragidos da Justiça com auxílio do sistema de reconhecimento facial
Um dos presos era procurado por homicídio em Alagoas. Já são seis os capturados pelo programa por meio da tecnologia do Governo do Estado

Agentes do programa da Prefeitura coordenado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) em apoio a segurança, Rio+Seguro, prenderam neste domingo, dia 1º, dois foragidos da Justiça, em Copacabana. Na primeira ocorrência, pela manhã, guardas municipais e policiais militares localizaram Marcelo Jorge Amaral, 74 anos, que era procurado pela Justiça de Alagoas por crime de homicídio qualificado. Ele foi reconhecido pelo sistema de identificação facial do Governo do Estado, que acionou uma patrulha do Rio+Seguro. Feita a abordagem, o acusado foi conduzido à 12ª DP (Copacabana).
Já Alex Almeida da Silva, 43 anos, estava foragido da Justiça por não pagar pensão alimentícia. Ele foi detido, no fim da tarde, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana após ser localizado pela tecnologia de monitoramento facial. O acusado também foi encaminhado para a delegacia de Copacabana. Com estas prisões, já são 152 foragidos capturados pelo Rio+Seguro – programa da Prefeitura de apoio à Segurança Pública -, sendo seis os detidos mediante identificação facial.
Flagrante – Durante patrulhamento de rotina, ainda no domingo, 1º, na orla de Copacabana, agentes do Rio+Seguro abordaram um casal que trafegava, de forma suspeita, em uma motocicleta sem placa. Ao enviar informações do chassi foi constatado que o veículo era roubado. O casal foi encaminhado à 12ª DP, onde o condutor, Marco Antônio da Cruz Lemos, 22 anos, permaneceu preso.