Prefeitura lança o maior investimento em audiovisual da história da cidade

Publicado em 30/03/2022 - 13:57 | Atualizado em 31/03/2022 - 15:49
O setor audiovisual vai ser contemplado com mais de R$ 55 milhões de incentivo - Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio lançou, nesta quarta-feira (30/03), o Programa de Fomento ao Audiovisual Carioca 2022, o maior investimento em audiovisual da história da cidade, gerido pela RioFilme, órgão ligado à Secretaria de Governo e Integridade Pública (Segovi). Ao todo, serão investidos no setor, por meio de editais, R$ 55,25 milhões, valor 176% superior às linhas de ação propostas em 2021. O lançamento foi realizado no Palácio da Cidade e contou a com a presença do prefeito Eduardo Paes, do secretário de Governo e Integridade Pública, Marcelo Calero, e do diretor-presidente da RioFilme, Eduardo Figueira.

– Esse edital do audiovisual é um avanço incrível, que abre um conjunto de oportunidades muito grande. Principalmente, pelo papel econômico que o setor tem, com a geração de empregos, pagamento de impostos, atração de divisas, para uma cidade que sempre foi a capital brasileira do audiovisual.  Precisamos ter um olhar atento para a produção cultural do Rio, que vai ser vendida, exportada e gerar alguns milhões.  O audiovisual é um setor econômico vital para a nossa cidade  – disse o prefeito Eduardo Paes.

O programa inclui novas linhas, como os editais de Cash Rebate no valor de R$ 15 milhões, com foco na atração de investimentos para a cidade. Entre as linhas estreantes no programa de fomento se destacam também: investimento em produção de filmes e séries documentais para cinema, TV e streaming (R$ 2,7 milhões); investimento em produção de novas temporadas de web séries (R$ 600 mil); e distribuição de filmes para salas de cinema em parceria com distribuidoras brasileiras, no valor de R$ 3 milhões, entre outras novidades.

– Conseguimos apresentar aquele que é o mais robusto programa de fomento do audiovisual da cidade. É o Rio de Janeiro, mais uma vez, na vanguarda da política cultural nacional. É muito importante vermos a cidade posicionada neste lugar, que corresponde ao nosso papel de capital cultural do país. É bom lembrar que, por meio da produção audiovisual, são gerados empregos, rendas e impostos para o município – afirmou o secretário de Governo e Integridade Pública, Marcelo Calero.

Ainda dentro do escopo do valor total investido, estão previstos os editais de apoio à participação de produtoras cariocas em festivais e mercados internacionais, no valor de R$ 280 mil. Esta linha, os editais de Cash Rebate e o investimento na área de formação para o setor audiovisual ainda não estarão abertos às inscrições nesse primeiro momento, para que tenham alguns ajustes específicos, mas estarão aptos à concorrência em breve.

Apoio à formação profissional

Também dentro das novidades, além dos editais para apoio às produções, o programa vai lançar um edital de investimento em formação profissional, uma demanda importante do setor. O foco essencial será promover inclusão de jovens no mercado de trabalho e suprir lacunas que criam entraves para o crescimento do mercado. A ação se dará por meio de parceria com instituições de ensino. A linha de investimento em apoio à formação e inclusão de novos profissionais no setor audiovisual contará com R$ 900 mil em recursos.

– Hoje é um dia histórico para o setor audiovisual do Rio. Esse valor de R$ 55 milhões é algo inimaginável para qualquer cidade desse país. Vamos contemplar de forma democrática toda a cadeia do setor, com uma linha, por exemplo, de incentivo para que as produções do Brasil e do exterior venham filmar no Rio. Também vamos incentivar as produções na web. Queremos que o audiovisual carioca venha para a RioFilme e trabalhe junto conosco – disse o diretor-presidente da RioFilme, Eduardo Figueira.

A outra boa notícia é que os valores distribuídos entre as linhas beneficiadas em 2021 tiveram um aumento considerável em relação aos editais do ano passado. Serão investidos, por exemplo, R$ 13 milhões em complementação e produção de longas metragens. Já o apoio financeiro a mostras e festivais a serem realizados na cidade do Rio de Janeiro aumentou para R$ 4,1 milhões; a linha de apoio a ações locais este ano receberá recursos no valor de R$ 500 mil; o investimento em desenvolvimento de projetos de filmes e séries para cinema, TV e streaming terá um aporte de R$ 3,04 milhões; o apoio à produção de curtas-metragens teve os recursos ampliados para R$ 1,12 milhão; e o edital de desenvolvimento de protótipos e produção de jogos eletrônicos volta ampliado com R$ 760 mil em recursos.

– Depois de tanto tempo sem nenhum apoio do governo federal, estamos apostando tudo neste edital, é um grande presente para o Rio. A cidade e o audiovisual se complementam. O Rio é uma cidade audiovisual e a possibilidade dele crescer após esse edital de fomento é imensa – comemorou Lúcia Murat, cineasta premiada em festivais com os filmes Quase Dois Irmãos e Uma Longa Viagem.

A tabela completa com todas as linhas e valores investidos por área está disponível no site da RioFilme.

Todos os editais passarão por consulta pública até 24 de abril de 2022, para que o setor faça as suas contribuições com sugestões, que posteriormente serão consideradas pela diretoria de investimento da RioFilme. As inscrições estão previstas para serem realizadas entre 30 de abril e 29 de maio.

Cronograma do Programa de Fomento ao Audiovisual Carioca 2022

Consulta pública: 30/03 a 24/04

Análise das contribuições à consulta pública: 25/04 a 28/04

Inscrições: 30/04 a 29/05

Habilitação preliminar: 30/05 a 06/06

Classificação e seleção: 16/06 a 17/08

Divulgação dos projetos selecionados: 18/08

Habilitação definitiva e contratação: 19/08 a 19/09

Período de desembolso: 16/09 a 14/10

Tabela com valores e linhas beneficiadas nos editais do programa

Resultados dos editais de 2021

Os bons resultados das ações da Retomada do Audiovisual Carioca já podem ser mensurados em números, que revelam que o programa impactou de forma considerável o setor. Foram investidos no ano passado R$ 20 milhões em 70 projetos audiovisuais, em um curto período de execução. Os editais foram lançados em agosto de 2021, e em dezembro do mesmo ano os valores investidos já estavam nas contas das produtoras beneficiadas, gerando renda e emprego para o setor. Os valores investidos atraíram R$ 48 milhões adicionais em investimentos para a cidade.

Além da ampliação quantitativa de dinheiro em circulação no setor, há também o impacto de ordem social, por meio das políticas afirmativas adotadas pela RioFilme:  77,4% dos projetos beneficiados pelos editais de 2021 são de produtoras, diretoras ou roteiristas mulheres;  41,5% dos projetos são de produtores(as), diretores(as) ou roteiristas negros, transgêneros, indígenas ou deficientes. E ainda, 26,5% das empresas proponentes beneficiadas estão sediadas nas zonas Norte e Oeste, com exceção da Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, o que significa que os valores investidos chegaram a territórios do município socialmente mais vulneráveis.

Outras ações previstas

Em 2022, deverão evoluir os estudos para a implantação do Distrito Criativo Carioca (DCC), entre Barra e Jacarepaguá, na Zona Oeste. O novo Polo Cine Vídeo deverá ser uma peça fundamental do DCC, com os estúdios já existentes que serão modernizados, e os novos a serem construídos, todos oferecendo infraestrutura de ponta para o setor. O novo polo contará com o investimento da Quanta DGT, empresa vencedora da licitação para gestão do espaço, no valor de R$ 92 milhões.

Para ampliar a democratização do audiovisual e o acesso às salas de cinema pelas populações socialmente  vulneráveis, também está sendo estudada a ampliação do circuito CineCarioca, que tem como meta a implantação de uma nova sala de cinema na Zona Norte ou Oeste da cidade, seguindo os moldes do CineCarioca Nova Brasília, localizado no Complexo do Alemão, que impacta potencialmente um público de cerca de 60 mil pessoas distribuídas em 15 comunidades. A reabertura da sala, que ocorreu em outubro de 2021, tem se revelado um sucesso:  nos primeiros cinco meses de funcionamento já foram realizadas 477 sessões, para um público de 15.432 pessoas.

Rio Film Commission

Entre as ações de maior êxito anunciadas na Retomada do Audiovisual Carioca em 2021, destaca-se o fortalecimento da Rio Film Commission (RFC), que  já está gerando resultados animadores. O impacto das mudanças já pode ser mensurado pelo aumento considerável das demandas do setor junto à RFC: em 2022 já foram contabilizadas 1.292 diárias de filmagem autorizadas. Um aumento de 300% em relação a 2021.

Boa parte desse sucesso vem da reformulação do site da Rio Film Commission (www.riofilmcommission.com), que está  mais moderno, eficiente  e intuitivo. A reforma do site teve como foco a desburocratização do processo de autorização de filmagem, por meio do decreto municipal 49.283/2021, o desenvolvimento de novo sistema de autorização de filmagem e a modernização portal, que contou com a disponibilização de catálogo atualizado de locações. Até o momento, já foram cadastrados 177 locações e 148 perfis de empresas e profissionais atuantes no setor audiovisual carioca. Em dois meses (janeiro e fevereiro de 2022) foram contabilizadas 2.915 visualizações de páginas do Brasil, e de países como EUA, França, Reino Unido e Portugal.

  • 30 de março de 2022