Rede municipal terá quase mil leitos para tratamento de coronavírus

Publicado em 27/03/2020 - 10:07 | Atualizado em 27/03/2020 - 10:32
Hospital de CampanhaMontagem do Hospital de Campanha no Pavilhão 3 do Riocentro

A rede de saúde da cidade do Rio de Janeiro terá o reforço de quase mil leitos para o atendimento de pacientes com o novo coronavírus. Além do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, a Prefeitura já iniciou a montagem do hospital de campanha no Pavilhão 3 do Riocentro, e a previsão é que as obras de adaptação estejam concluídas em  20 dias.

Serão instalados 500 leitos, mas o número poderá ser ampliado de acordo com a necessidade. A obra está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação.  A RioSaúde, que assumirá a gestão do hospital, realizará processos seletivos emergenciais para contratação por tempo determinado de profissionais de saúde.

“O hospital de campanha começa a funcionar daqui a 15, 20 dias. Serão 400 leitos de clínica médica e 100 de UTI. Vai ter também um pequeno centro cirúrgico. Acreditamos que, pelos números que temos hoje, vamos poder cuidar de todos”, disse o prefeito Marcelo Crivella.

No Hospital Ronaldo Gazolla, que terá 381 leitos destinados aos pacientes com coronavírus, serão realizadas obras de adaptação que incluem ampliação da unidade e reforma de uma ala onde funcionava uma maternidade, transferida para Madureira. Dos leitos projetados, 128 já estão disponíveis. A unidade só receberá pacientes encaminhados por hospitais, UPAs ou unidades de Atenção Primária.

“Quando o Ronaldo Gazolla atingir 70% de sua capacidade ocupada, iniciaremos a operação no hospital de campanha. Esperamos o apoio do Governo Federal nesse planejamento”, completou a Secretária Municipal de Saúde, Beatriz Busch.

Desde a última segunda-feira (23), o Hospital Ronaldo Gazolla está totalmente dedicado à doença. Originalmente, a unidade oferece maternidade, UTI neonatal, UTI/UI adulto, clínica médica, clínica cirúrgica, saúde mental e ambulatório. Os pacientes desses serviços foram transferidos para outras unidades no domingo. Do total de 381 leitos, 182 serão de UTI adulto e 19 de UTI pediátrica.

Leitos no Hospital Ronaldo Gazolla – Foto: Mariana Ramos / Prefeitura do Rio

 

Para reforçar a equipe do Ronaldo Gazolla durante a epidemia do coronavírus, a RioSaúde realizou esta semana processo seletivo emergencial para admissão de 841 profissionais, para contrato temporário. Nesta quinta-feira (26), foram chamados a se apresentar 128 médicos, 20 enfermeiros e 40 técnicos de enfermagem. Mais profissionais serão chamados nos próximos dias.

 

Fique por dentro de tudo o que acontece na Secretaria Municipal de Saúde do Rio e nos siga nas redes sociais!