Rede Municipal de Saúde e Vigilância Sanitária do Rio recebem reforços de 81 novos profissionais

Publicado em 18/11/2019 - 14:30 | Atualizado em 18/11/2019 - 17:55
Larissa Fonseca, enfermeira com pós-graduação em saúde pública e auditoria em saúde, é uma das profissionais contratadas. Foto: Mariana Ramos/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, deu posse ao 81 novos profissionais de saúde que passam a integrar a rede municipal, nesta segunda-feira, dia 18 de novembro. São 37 enfermeiros, 12 farmacêuticos, sete psicólogos, sete fisioterapeutas, sete fonoaudiólogos, sete nutricionistas e quatro terapeutas ocupacionais. Os novos contratados, aprovados em concurso público realizado no início do ano, vão reforçar o atendimento em unidades da saúde e também o trabalho de prevenção e fiscalização realizado pela Vigilância Sanitária. Eles iniciam suas atividades a partir de 17 de dezembro.

– Vocês vão trabalhar com grandes profissionais e bons equipamentos. No primeiro ano de governo, compramos milhões de reais em equipamentos: a primeira ressonância magnética da rede, que está sendo instalada no Miguel Couto; tomógrafos; milhares de camas novas; carrinhos de anestesia; arcos cirúrgicos e muito mais. E agora serão mais R$ 500 milhões em equipamentos. Nunca o Rio gastou esse dinheiro com saúde – destacou Crivella, na solenidade no Palácio da Cidade, em Botafogo.

Os 81 novos profissionais da Saúde foram recebidos no Palácio da Cidade, nesta segunda-feira. Foto: Mariana Ramos/Prefeitura do Rio

Os profissionais atuarão nos hospitais Miguel Couto, Souza Aguiar, Salgado Filho, Lourenço Jorge, Jesus, Rocha Maia, Nossa Senhora do Loreto, Piedade, na maternidade Fernando Magalhães e nos CAPs (infantil). Dez enfermeiros e cinco farmacêuticos estarão na Vigilância Sanitária.

– Cuidem dos nossos pacientes com o maior carinho. Enfrentamos crise econômica, as pessoas perderam seus planos de saúde. A nossa tecnologia da rede pública não deve nada a nenhum hospital da rede privada, estamos equipados com o melhor – afirmou a secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch.

Thiago Gabriel Silva, também enfermeiro, vai trabalhar no Hospital Phillipe Pinel. Foto: mariana Ramos/Prefeitura do Rio

A vigilância sanitária ganha também reforço importante.

– Os novos contratados vão atuar na fiscalização de serviços e produtos de saúde, como, por exemplo, hospitais, clínicas, consultórios de odontologia, salões de cabeleireiro e estúdios de tatuagem e piercing – informou o superintendente de  educação da Subsecretaria municipal de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses, Flávio Graça.

Larissa Fonseca, 47 anos, enfermeira com pós-graduação em saúde pública e auditoria em saúde, é uma das profissionais que chegam. Ela diz estar realizando um sonho.

– Não costuma ter concurso específico para vigilância sanitária em que enfermeiro seja contemplado. Essa oportunidade foi de ouro. O trabalho é maravilhoso porque não é só tratar a doença, mas cuidar da prevenção, e a fiscalizacao é de suma importância – disse Larissa, ao lado de Lorena Xavier, enfermeira de 29 anos, que vai atuar também na Vigilância  Sanitária.

– É um dia muito especial para todos nós – completou.

Thiago Gabriel Silva, também enfermeiro, vai trabalhar no Hospital Phillipe Pinel. Ele estava orgulhoso com seu termo de.posse na rede municipal de saúde do Rio.

– É uma felicidade. Ao mesmo tempo, uma grande responsabilidade, porque estamos sempre cuidando de vidas – comentou.

Em três anos da sua gestão, Crivella vem priorizando a Saúde, principalmente em relação à admissão de novos servidores públicos. A Prefeitura já fez 23 convocações de profissionais, totalizando mais de 2.700 vagas para profissionais da Saúde. Desse total, 2.140 são médicos.

Lorena Xavier, enfermeira, 29 anos, vai atuar também na Vigilância  Sanitária. Foto: mariana Ramos/Prefeitura do Rio

Este ano o prefeito autorizou a realização de um concurso público para chamar 900 médicos. Em janeiro já haviam sido anunciados dois concursos com 139 vagas para outros profissionais de saúde. O primeiro edital foi lançado em março para enfermeiros, auxiliar e técnicos de enfermagem, enquanto o outro, publicado em abril, foi destinado a fisioterapeutas, farmacêuticos, fonoaudiólogo, nutricionistas e psicólogos. Em abril, foi publicado um edital para um processo seletivo com 89 vagas destinadas a diversas especialidades médicas para contratação por tempo determinado.