Prefeitura realiza ações no Dia D de combate ao mosquito Aedes aegypti

Publicado em 16/03/2019 - 14:19 | Atualizado em 16/03/2019 - 14:26
  • Início/
  • /
  • Prefeitura realiza ações no Dia D de combate ao mosquito Aedes aegypti
Divulgação SMS

Dia DMobilização aconteceu na manhã deste sábado, nas unidades de saúde da SMS

A Prefeitura do Rio convocou e recebeu reforço da população carioca que participou das ações, na manhã deste sábado (16), que marcaram o Dia D Estadual de Combate ao Mosquito Aedes aegypti e às arboviroses nas clínicas da família e centros municipais de saúde do município. A abertura da mobilização ocorreu na Praça do Patriarca, em Madureira, e contou com participações da secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch, e do secretário de estado de Saúde, Edmar Santos, que ressaltaram a importância de ações cotidianas na prevenção das arboviroses.

Durante o evento em Madureira, os agentes de vigilância ambiental em saúde também orientaram e informaram o público sobre os cuidados e medidas para eliminar focos do mosquito Aedes aegypti. A equipe de profissionais de educação física do Programa Academia Carioca promoveu uma caminhada e atividades educativas com os moradores do bairro. Também foram realizadas atividades de promoção de saúde e distribuição de material informativo para a população. A mobilização foi encerrada às 12h.

Divulgação SMS

 

Nas clínicas da família e centros municipais de saúde, as atividades contaram com a participação dos profissionais de saúde e da equipe de profissionais de educação física do Programa Academia Carioca que realizaram atividades de promoção da saúde e educativas, além de distribuição de material informativo nas residências e imóveis comerciais nos territórios.

A secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch, reforçou a convocação, lembrando que 10 minutos por semana são suficientes para derrotar o mosquito:

“Uma vez por semana, 10 minutos por dia e o morador se certifica que não está em risco e nem gerando risco para seus vizinhos. É fundamental buscar os focos internos, como ralos de banheiro, vasos de planta e bandejas de ar condicionado. Temos que nos unir, faço esse apelo à população, já que 82% dos focos estão nas residências. Por isso, a importância dessa mobilização de hoje, pois sabemos que a melhor forma de prevenção as arboviroses é o combate ao mosquito Aedes aegypti”.

De todas as arboviroses que ocorrem no estado do Rio, a preocupação maior é com a chikungunya, doença para qual o perfil epidemiológico da população carioca não é favorável, sem imunidade, o que faz com que grande parte da população esteja suscetível ao vírus.

A secretária de Saúde destacou também que o combate ao mosquito Aedes aegypti é prioridade da Prefeitura do Rio e o trabalho da Secretaria Municipal de Saúde ocorre durante todo o ano para evitar os criadouros do mosquito e diminuir o risco de epidemia de uma das arboviroses transmitidas pelo vetor.

Este ano já foram realizadas 1,2 milhões de visitas de inspeção para busca e eliminação de possíveis focos do Aedes aegypti em toda a cidade. O mais recente Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), realizado do dia 3 a 9 de fevereiro, registrou baixo índice de infestação predial (IIP): 0,8%. O resultado mantém o município na faixa verde, que representa baixo risco para ocorrência das infecções transmitidas pelo vetor. O índice é considerado satisfatório quando apresenta menos de 1% com criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Apesar do bom resultado, a Prefeitura alerta que não se pode relaxar e que é importante dar continuidade à mobilização dos órgãos públicos e da população no combate aos focos do vetor.

Para prevenir e evitar epidemia das arboviroses, a Prefeitura do Rio também promove a campanha “Aqui mosquito não se cria”, que realiza atividades de promoção do combate ao Aedes aegypti na cidade do Rio.  A população também pode ajudar denunciando os possíveis focos por meio da Central de Atendimento da Prefeitura do Rio, no número 1746.

Categoria: Saúde

16 de março de 2019