Prefeitura do Rio ajuda Mangaratiba no combate à Covid-19 com 10 kits de UTI

Publicado em 01/06/2020 - 16:57 | Atualizado em 01/06/2020 - 17:02
Dez respiradores e 10 monitores que vão permitir a abertura de 10 leitos de UTI no município vizinho. Foto: Marco Antonio Rezende/Prefeitura do Rio

Por determinação do prefeito Marcelo Crivella, a Prefeitura do Rio fez nesta segunda-feira (01/06) a cessão à Prefeitura de Mangaratiba de 10 respiradores e 10 monitores que vão permitir a abertura de 10 leitos de UTI no município vizinho.

Os equipamentos estavam no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, unidade de referência para tratamento da Covid-19 na rede municipal. O Hospital de Campanha da Prefeitura, no Riocentro, é outra unidade especializada em coronavírus na cidade.

As duas unidades já receberam os novos respiradores do total de 726 – comprados da China em dezembro do ano passado, em planejamento feito pela atual gestão municipal antes da pandemia.

A Prefeitura também cedeu 16 respiradores ao Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE), para atendimento a pessoas infectadas pelo novo coronavírus, no dia 21 de maio para ajudar o estado no combate ao coronavírus.

Essa ajuda da Prefeitura é possível graças à aquisição, pelo município, de 726 kits com respiradores e monitores, comprados da China ainda no ano passado, antes da crise sanitária mundial.

Destes, 326 já foram distribuídos pelas unidades municipais que recebem pacientes com Covid-19 e outros 400 reforçarão nos próximos dias a luta contra a epidemia.

A Prefeitura do Rio adquiriu os respiradores a preços mais baixos (12 mil dólares cada) e com melhores condições de parcelamento (valor dividido em 60 vezes).

– Agradeço a Deus pela luz de comprarmos tantos equipamentos, antes mesmo da pandemia, com a preocupação de reequipar nossos hospitais no município do Rio e atendermos melhor à população. Cumprimos nosso dever e, agora, podemos mais que cuidar dos pacientes da nossa cidade, mas ajudar o estado com 16 respiradores que já doamos e, agora, Mangaratiba. Desejo que esses equipamentos ajudem a salvar vidas – disse o prefeito Marcelo Crivella.

-Esses equipamentos cedidos para o Hospital de Mangaratiba, que fica numa região com cerca de 40 mil habitantes, vão ajudar a aliviar o sofrimento de muita gente. A entrega dos kits de UTI amplia a capacidade do nosso Estado ee permite que a população tenha mais leitos e equipamentos à disposição no suporte às pessoas acometidas pela covid- afirmou a secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch.

O prefeito de Mangaratiba, Alan Bombeiro, foi ao Riocentro receber os equipamentos e agradeceu a ajuda da Prefeitura do Rio no enfrentamento do coronavírus.

-Esse gesto tem um grande significado para a população de Mangaratiba. A cada 10 pessoas atendidas na nossa cidade, sete são de outros municípios, mas para a gente isso não importa. Essa ajuda da Prefeitura do Rio mostra que o momento é de somar forças e se unir na luta contra essa doença.

Hospital Ronaldo Gazolla amplia UTI e abre 18 leitos pediátricos para covid-19

A Prefeitura do Rio abriu nesta segunda-feira (01/06) os primeiros 10 leitos da UTI pediátrica do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla.

Ao todo, o setor tem 18 leitos dedicados aos cuidados de crianças e adolescentes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG), considerados casos suspeitos ou confirmados de infecção por coronavírus.

Após o fim da pandemia, a UTI pediátrica permanecerá aberta, ficando como um legado para a cidade.

Além dos 10 primeiros leitos da UTI pediátrica, o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla tem ativos 88 leitos de UTI para adultos e 180 de enfermaria.

A unidade terá em sua capacidade máxima 381 leitos, 201 deles de UTI adulta e pediátrica. Antes das obras de adaptação e de ser dedicada ao tratamento da covid-19, a unidade tinha 269 leitos, sendo 18 de UTI/UI, e havia áreas do prédio que nunca tinham sido abertas, desde que o hospital foi inaugurado.

A UTI pediátrica, que fica no terceiro andar da unidade, passou por adaptações para a nova destinação.

Desde o dia 23 de março, o Ronaldo Gazolla está 100% dedicado à covid-19 e todos os serviços que antes funcionavam no hospital foram transferidos para outras unidades da rede, enquanto durar a pandemia.

A UTI pediátrica tem todos os equipamentos necessários de suporte à vida de crianças e adolescentes de 0 a 15 anos, além de berços para as crianças e camas para os adolescentes.