Novo subsecretário de Agricultura e Pesca toma posse no Palácio da Cidade

Publicado em 20/05/2019 - 19:25 | Atualizado
  • Início/
  • /
  • Novo subsecretário de Agricultura e Pesca toma posse no Palácio da Cidade
O novo subsecretário de Agricultura e Pesca, Demerval Teixeira Casemiro, cumprimenta o Prefeito Marcelo Crivella. Foto: Hudson Pontes/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, deu posse nesta segunda-feira, 20 de maio, no Palácio da Cidade, em Botafogo, ao novo subsecretário de Agricultura e Pesca do Município, Demerval Teixeira Casemiro. Ao apresentar as missões e desafios que o responsável pela pasta terá pela frente, Crivella apontou o potencial pouco explorado da aquicultura no Brasil, afirmando que a costa do Rio pode se tornar um polo de fazendas marinhas.

– O mundo precisa que o Brasil produza peixes. É um alimento saudável. O potencial que temos de aquicultura na nossa costa é muito grande. Podemos fazer acordos com países como Israel e Chile para fazer fazendas marinhas na costa do Rio de Janeiro. O que seria extraordinário, um exemplo para o Brasil – afirmou o prefeito durante a cerimônia, que teve a presença da presidente regional do Patriota, Eliane Cunha, e de Antônio Manoel de Souza, assessor especial da subsecretaria de Agricultura e Pesca.

Crivella ressaltou potencial pesqueiro e agrícola da cidade. Foto: Hudson Pontes/Prefeitura do Rio

O novo subsecretário afirmou que se empenhará ao máximo para fazer a economia do Rio crescer:

– Temos muito a fazer, nós precisamos continuar acreditando. E não depende exclusivamente do prefeito. Estamos fazendo nosso dever de casa? É muito simples cobrar do prefeito. Por isso, a palavra de ordem é trabalhar, trabalhar, trabalhar. Estaremos à disposição do prefeito para trabalhar, trabalhar e trabalhar.

O prefeito ressaltou ainda que o município do Rio de Janeiro tem uma agricultura forte, sendo um dos principais produtores do estado. Ao final, Crivella pediu que o novo subsecretário converse com as colônias de pesca espalhadas pela cidade, como Maré, Lagoa, Copacabana e Guaratiba. Ele disse ainda que era preciso incentivar o empreendedorismo dos agricultores da Zona Oeste, onde há uma forte presença de descendentes de japoneses.

Categoria: Rio Faz

20 de maio de 2019