Prefeitura apresenta Mapa do Emprego no Rio na comemoração do 1º de Maio

Publicado em 01/05/2019 - 16:32 | Atualizado em 02/05/2019 - 16:55
  • Início/
  • /
  • Prefeitura apresenta Mapa do Emprego no Rio na comemoração do 1º de Maio
Em evento no Caju, no 1º de maio, cidadãos puderam dar entrada no pedido de documentos
Em evento no Caju, no 1º de maio, cidadãos puderam dar entrada no pedido de documentos . Foto: Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

No Dia do Trabalho, a Prefeitura do Rio de Janeiro ofereceu aos cariocas serviços como encaminhamento para emprego e emissão de documentos, além de atividades ligadas à saúde e ao lazer. As ações, na Tijuca e no Caju, integram um conjunto de medidas que estão gerando cerca de 17 mil vagas de trabalho na cidade, só este ano. Dessas, aproximadamente 7 mil vagas ainda serão ocupadas ao longo dos próximos meses.

– Estou muito feliz de estar aqui no Caju, comemorando o Dia do Trabalhador. Na verdade, nós do Rio de Janeiro estamos lutando muito, porque, entre 2015 e 2018, nossa cidade perdeu 350 mil empregos com carteira assinada. O Rio vive sua pior crise. Esse Dia do Trabalho é de conscientização. Nós precisamos de investimentos do governo federal, do governo estadual. O Rio precisa, sim, de um grande mutirão de emprego. E nós da Prefeitura do Rio, com esforço enorme nessa crise, temos procurado colaborar.  E é claro que o Rio vai vencer tudo isso, nós somos mais fortes que tudo isso. A pujança do povo carioca há de ressurgir. Depois de todos os escândalos, de toda corrupção, nós não estamos recuando, pelo contrário. Estamos fazendo desse 1º de maio um recomeço. Recomeço da nossa cidadania, da nossa organização política, e que o Rio possa voltar a ser a grande cidade que sempre foi – disse o prefeito Marcelo Crivella, que hoje participou de uma ação social na Vila Olímpica Mané Garrincha, no Caju, onde foram ofertados serviços de encaminhamento para emprego e emissão de documentos, além de atividades ligadas à saúde e ao lazer.
Entre as cerca de 10 mil vagas já ofertadas estão oportunidades para médicos, professores, ambulantes, costureiras e presidiários.
Veja o mapa do emprego no Rio:

SAÚDE

Na terça-feira, 30/4, a prefeitura deu posse a 131 médicos concursados. Em março deste ano, Crivella autorizou a realização de um concurso público para chamar 900 médicos. Em janeiro, foram anunciados dois concursos com 139 vagas para outros profissionais de saúde

FAZENDA

Na segunda-feira, 29/4, foram entregues mais 242 crachás de identificação do Programa AmbulanteLegal. Desde que o projeto foi lançado, a Prefeitura já recadastrou sete mil ambulantes e distribuiu 1.168 novos documentos com QR Code, reforçando o combate ao comércio irregular.

EDUCAÇÃO

Foram gerados 4.968 postos de trabalho em 2019: 457 professores convocados, 1.652 agentes de educação infantil (contratação temporária), 400 agentes educadores II (contratação temporária), 210 professores de Ensino Fundamental Anos Iniciais (concurso a ser lançado nos próximos meses), 141 professores de Ensino Fundamental Anos Iniciais (concurso a ser lançado nos próximos meses), 1.652 agentes de educação infantil (concurso em andamento), 400 agentes educadores II (concurso em andamento), 24 detentas do presídio Talavera Bruce que colaboraram no ‘fechamento’ de parte dos uniformes escolares da rede municipal de ensino, 32 costureiras de comunidades cariocas que colaboraram no ‘fechamento’ de parte dos uniformes escolares da rede municipal de ensino.

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Em março, foi lançado o Programa Trabalhar Vale a Pena, com previsão inicial de contratar 3.700 apenados em regime aberto e semiaberto para exercerem funções de apoio em unidades das secretarias municipais de Educação e de Saúde.