Prefeitura segue atuando na região da Muzema. Veja balanço

Publicado em 20/04/2019 - 17:50 | Atualizado
Funcionários da Prefeitura trabalham em obras de reparo na Avenida Engenheiro Souza Filho - Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR-Rio) informa que o município retornou ao Estágio de Normalidade às 12h30 deste sábado, 20 de abril. A cidade permaneceu em Estágio de Atenção desde 11h15 de segunda-feira, 15 de abril, em função dos trabalhos de equipes da Prefeitura na região da Muzema, onde houve o desabamento de dois prédios.

O Estágio de Normalidade, primeiro em uma escala de três, é caracterizado pela ausência de chuva ou ocorrência grave. Já o Estágio de Atenção, o segundo, é caracterizado pela possibilidade de chuva moderada, ocasionalmente forte, nas próximas horas. O monitoramento do Centro de Operações continua.

Equipes da Prefeitura permanecem atuando no Itanhagá e na Muzema, e apoiando o Corpo de Bombeiros e demais órgãos. Veja balanço:

 

COMLURB – As equipes da Comlurb removeram neste sábado mais 20  toneladas de resíduos na Muzema, principalmente terra, entulho e lixo. A comunidade de Rio das Pedras e Tijuquinha voltaram à rotina operacional. A Comlurb prossegue com o serviço de limpeza em toda a região do Itanhangá, atingida pelo fortíssimo temporal do último dia 8, incluindo a remoção de entulhos no entorno da Rua Ana Marta, na Estrada do Itanhangá, 2240, e em frente ao Espaço de Desenvolvimento Infantil – EDI, que fica logo após o condomínio Figueiras do Itanhangá.  A Companhia está atuando com 15 garis e o apoio de seis caminhões basculantes e duas pás carregadeiras. Além da raspagem, também está sendo feita a remoção de grande quantidade de bens que se tornaram inservíveis por terem sido inutilizados com as enchentes. As equipes já removeram até esta tarde 2.855 toneladas de resíduos em toda a região do Itanhangá. A Companhia segue com a rotina de coleta regular nas comunidades da região.

 

Garis da Comlurb trabalham limpando terra, entulho e lixo na comunidade da Muzema- Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

 

SECONSERVA – As famílias de 18 das vítimas dos desabamentos na Muzema receberam atendimento da Coordenadoria Geral de Cemitérios e Serviços Funerários (CGCS). Dois menores, um do sexo feminino e outro do sexo masculino, ainda aguardam a confirmação de suas identidades pelas famílias. A Coordenadoria, subordinada à Secretaria de Conservação, informa que sempre presta serviços cemiteriais funerários às famílias que perdem os entes em catástrofes na cidade do Rio, buscando garantir tratamento digno e oferecer acolhimento neste momento de dor.

Todos os custos são cobertos pelo Município, em parceria com as Concessionárias, Cemitérios Particulares e Funerárias Permissionárias e também são disponibiliza capela e cerimônia, se assim a família da vítima desejar. Em 2018, foram emitidas cerca de 2.300 gratuidades de sepultamentos pela Coordenadoria.

A Secretaria de Conservação está trabalhando em vários pontos da região da Muzema desde o dia 8. As equipes da Seconserva seguem atuando no entorno do local do acidente, Estrada de Jacarepaguá, Rua Ana Marta, Avenida Engenheiro Souza Filho, entre outras vias da área.

Uma equipe está desde cedo na Rua Ana Marta (ao lado da Creche Municipal e em frente ao condomínio Figueiras do Itanhangá) realizando reparos e serviços de desobstrução de rede pluvial, limpeza de bueiros e usando caminhão vac all para fazer a sucção da água acumulada. Outra equipe está atuando na Avenida Engenheiro Souza Filho para eliminar o bolsão d’água da via. Hoje, uma ação também está sendo feita na Estrada de Jacarepaguá, altura do número 196, para desobstruir a rede de água pluvial e bueiros ao longo da via. A Fundação Rio-Águas também enviou equipamentos para auxiliar nos serviços: uma retroescavadeira, um caminhão basculante e uma escavadeira hidráulica.

SAÚDE – Vítima do desabamento em Muzema no dia 12, Paloma Paes Leme, internada no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, foi transferida na noite de quinta-feira para leito especial ao lado do ocupado pelo filho, Rafael, também sobrevivente do desastre. Os dois estão na Unidade Intermediária Pediátrica e apresentam quadro clínico estável. Segundo a equipe do Miguel Couto, ambos apresentaram melhoras após o reencontro.

A terceira vítima do desabamento, que vinha recebendo assistência médica no Hospital Lourenço Jorge, foi transferida durante a madrugada de sexta-feira para hospital da rede particular pelo plano de saúde a pedido da família.

A Secretaria Municipal de Saúde mantém base avançada de apoio montada em um imóvel próximo ao local do desabamento com 10 profissionais. Eles atendem parentes dos desaparecidos que acompanham o resgate, e também bombeiros que precisem de assistência durante os trabalhos. Além de distúrbios causados pelo estresse emocional, muitas pessoas têm precisado de atendimento por causa de episódios de pressão alta.

Hospital Municipal Miguel Couto

– Paloma, 44 anos, deixou a CTI ontem, passando para Unidade Intermediária Pediátrica. Quadro estável.

– Rafael, 4 anos, permanece internado com quadro estável na Unidade Intermediária Pediátrica

ASSISTÊNCIA SOCIAL – A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) permaneceu na Muzema com uma base até quinta-feira, dia 18. A partir de agora, as famílias serão atendidas no CRAS do território (CRAS Cidadania Rio das Pedras, Rua General José Eulálio, 153 – Anil). Se houver alguma necessidade de atendimento no local, equipes serão acionadas e retornam ao esquema especial de atendimento.

Desde o desabamento até quinta-feira, dia 18, foram 61 famílias atendidas (38 desalojadas e 14 desabrigadas). Não houve acolhimento institucional, pois as famílias desabrigadas foram para casas de parentes e amigos. A SMASDH também prestou atendimento a 190 vizinhos e familiares que buscaram informações ou ajudaram na identificação das vítimas.

GUARDA MUNICIPAL – A Guarda Municipal do Rio atua neste sábado, dia 20, com 34 agentes nas ações de isolamento da área onde ocorreu o desabamento na Muzema. As equipes prestam apoio aos moradores e ao trabalho de resgate realizado pelo Corpo de Bombeiros e por técnicos da Geo-Rio e da Defesa Civil Municipal, além de demais órgãos da Prefeitura do Rio. Agentes também seguem na Avenida Engenheiro Souza Filho promovendo a fluidez e controlando o acesso para priorizar a circulação dos veículos de serviço e socorro.

DEFESA CIVIL – A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), continua atuando com equipes no atendimento às emergências na região da Muzema. Os esforços são no auxílio ao trabalho do Corpo de Bombeiros na localização de possíveis vítimas, e nas questões técnicas para a atuação de técnicos e engenheiros da Defesa Civil.

  • 20 de abril de 2019