Prefeitura atua com rapidez para prestar apoio a moradores de comunidade onde casa desabou, em Curicica

Publicado em 12/08/2019 - 13:50 | Atualizado em 12/08/2019 - 17:35
  • Início/
  • /
  • Prefeitura atua com rapidez para prestar apoio a moradores de comunidade onde casa desabou, em Curicica
Funcionários da Defesa Civil foram ao local do desabamento para avaliar os danos. Foto: Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio de Janeiro enviou equipes de diversos órgãos e mobilizou esforços para apoiar a população local e ajudar nos trabalhos de resgate dos moradores da casa que desabou parcialmente na Rua Cordeiro, na Vila Sapê, Curicica, na Zona Oeste, além de prestar auxílio aos bombeiros nas ações realizadas na região.

Funcionários da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) estão na comunidade, onde foi montada uma tenda para os atendimentos. Até o momento, oito famílias dos imóveis localizados ao lado da casa afetada foram recebidas pela equipe, formada por psicólogos e assistentes sociais. Os familiares das vítimas já foram contatados e uma equipe da SMASDH visitou as vítimas levadas ao hospital para prestar assistência.

As duas pessoas resgatadas com vida, Raiane Silva Jardim, 21, e Nicolás, 3, mãe e filho, foram encaminhadas para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde chegaram lúcidos. Os dois foram atendidos e realizaram exames. A Secretaria de Saúde informa que os pacientes encontram-se estáveis e permanecerão internados em observação.

Equipes da Secretaria de Conservação atuaram na demolição de 5 imóveis na área. Foto: Richard Santos/Prefeitura do Rio

A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública, informa que equipes interditaram cinco imóveis na comunidade. A edificação que desmoronou passou por vistorias, assim como outras quatro casas que ficam no entorno. Os imóveis que estão nas laterais também foram isolados preventivamente. Ao todo, 10 pessoas da Defesa Civil atuam na região. Funcionários da Prefeitura auxiliaram moradores a retirar pertences das casas. Onze Guardas Municipais trabalham no isolamento da área.

Com efetivo de 15 trabalhadores e usando uma escavadeira hidráulica, a Secretaria de Conservação já finalizou o serviço de demolição dos 5 imóveis interditados: uma casa de 3 pavimentos e cobertura; uma casa de 3 pavimentos e 3 casas de madeira.

Uma equipe da Subsecretaria de Bem Estar Animal (Subem) foi para a Vila Sapê, onde auxiliou no resgate de um cão, mistura de vira-lata com pitbull, que estava no terraço de um imóvel na casa ao lado da que tombou. O animal, chamado Ralph, foi avaliado, recebeu comida e depois devolvido ao seu dono, cuja família se abrigou em um imóvel de um parente.

Uma tenda da Assistência Social foi montada na Vila Sapê para atender os moradores. Foto: Richard Santos/Prefeitura do Rio