Projeto Bacanidade leva idosos de Casa de Convivência a descobrir o Parque Lage e sua história de amor

Publicado em 29/08/2019 - 14:52 | Atualizado em 29/08/2019 - 19:48
  • Início/
  • /
  • Projeto Bacanidade leva idosos de Casa de Convivência a descobrir o Parque Lage e sua história de amor
Idosos de Casa de Convivência em São Conrado visitam o Parque Lage. Muitos nunca tinham estado no lugar. Foto: Débora Reis / divulgaçãoIdosos de Casa de Convivência em São Conrado visitam o Parque Lage. Muitos nunca tinham estado no lugar. Foto: Débora Reis / divulgação

O Parque Lage, um oásis de verde tranquilidade em meio à agitação urbana, é desconhecido de muitos cariocas. Nesta quinta-feira, 29 de agosto, alguns dos moradores mais antigos da cidade descobriram seus encantos, numa iniciativa da Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos, em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura. Quarenta idosos da Casa de Convivência Naná Sette Câmara, que fica em São Conrado, fizeram uma visita ao parque, localizado no bairro Jardim Botânico, também na Zona Sul. Muitos se encantaram não só com a beleza natural, mas também com uma história de amor ligada às origens daquele espaço.

– Não sabia nem que existia esse lugar no Rio de Janeiro. Achei maravilhoso, quero voltar – suspirou Marinete Oliveira, de 72 anos, ao confessar que não imaginava que o Parque Lage fosse tão belo e romântico.

O terreno pertencera, muito antigamente, à família de um rico empresário, Henrique Lage, que precisou insistir muito para comprá-lo de volta. Ele conseguiu isso em 1920, como demonstração de devoção à esposa, a cantora lírica italiana Gabriela Beanzoni. A amada costumava se apresentar no salão nobre construído especialmente para ela. Durante a visita desta quinta, a guia apresentou os mais belos lugares do Parque Lage, como o Aquário e o Canto dos Namorados. Geni de Oliveira, de 80 anos, já tinha visitado o lugar, mas não conhecia os detalhes.

– Desta vez é uma visita mais do que especial, porque estou com as minhas amigas e com uma pessoa me contando tudo o que aconteceu aqui no passado – comentou.

A visita, organizada pela Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos, foi com guia, o que ajudou o pessoal a descobrir as histórias do ao Parque Lage. Foto: Débora Reis / divulgação
A visita, organizada pela Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos, foi com guia, o que ajudou o pessoal a descobrir as histórias do ao Parque Lage. Foto: Débora Reis / divulgação

Foi exatamente naquele salão, símbolo do amor entre Henrique Lage e Gabriela Beanzoni, que aconteceu uma roda de conversa dos visitantes com o secretário municipal Felipe Michel. Ele falou sobre os projetos desenvolvidos pela Secretaria e ouviu sugestões de novos passeios.

– O Bacanidade nasceu há pouco mais de um mês, e já está famoso entre os idosos que participam de outros projetos da Prefeitura. Hoje soube que muitos deles nunca foram ao Corcovado nem ao Pão de Açúcar. Vamos incluir esses pontos turísticos no nosso roteiro – anunciou.

Saiba mais sobre o Bacanidade:

http://noticias.prefeitura.rio/rio-acontece-noticias/idosos-atendidos-por-programas-da-prefeitura-visitam-theatro-municipal-e-curtem-ensaio-de-cantora-lirica-italiana/