Fim de semana tem show de Rodrigo Suricato e espetáculos de raiz africana nos palcos municipais

Publicado em 22/11/2019 - 12:30 | Atualizado em 22/11/2019 - 12:55
Sábado tem Rodrigo Suricato no Imperator. Foto: divulgação

Bora marcar o que fazer de bom neste fim de semana de 23 e 24 de novembro? Confira as dicas principais nos espaços mantidos pela Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro:

Show do Suricato: O cantor Rodrigo Suricato apresenta o seu terceiro álbum “Na Mão as Flores” em show no Centro Cultural João Nogueira – Imperator, no dia 23 de novembro, às 21h. Ingressos a R$ 30 (meia). Rua Dias da Cruz 170, Méier.

“Joãozinho da Gomeia – De Filho do Tempo a Rei do Candomblé”: Baiano de Inhambupe no interior da Bahia, João Alves Torres Filho, viu sua vida se transformar quando, ainda criança, foi à cidade de Salvador em busca da cura para uma doença que o atormentava. O espetáculo é um mergulho na forte e polêmica personalidade do homem negro, homossexual, artista e apaixonado pelo carnaval, que se tornou um grande líder religioso. Dias 23 de novembro, às 19h30. Ingressos a partir de R$ 10 (meia). Classificação: 12 anos. Teatro Municipal Gonzaguinha. Rua Benedito Hipólito, 125, Centro.

 

Espetáculo sobre Joãozinho da Gomeia. Foto: Rafella Hernandes / divulgação


“Libertador”:
 O monólogo parte da criação do mundo, numa visão yorubana, em que o ator, acompanhado de um músico percussionista, apresenta o personagem “Griot”, sábio contador de histórias da tradição africana, quem conduz o público aos mistérios do oráculo africano, numa deferência a Oxalá e Exu. De 22 de novembro a 8 de dezembro. Sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 19h. Ingressos a partir de R$ 20 (meia). Teatro Municipal Ziembinski. Avenida Heitor Beltrão, s/nº, Tijuca.

 

Espetáculo Libertador. Foto de divulgação


Final da Copa Libertadores:
 A Arena Carioca Carlos Roberto de Oliveira – Dicró vai exibir a final da Copa Libertadores no próximo sábado, a partir das 17h. A entrada é gratuita. O espaço fica na Rua Flora Lobo, 184, Penha.