Prefeitura faz Blitz da Vida no comércio e no trânsito da Tijuca e acolhe pessoas em situação de rua

Publicado em 19/08/2020 - 11:07 | Atualizado
Pelo terceiro dia na Tijuce, força-tarefa contra pandemia atua na fiscalização do comércio. Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), realiza, nesta semana, mais uma “Blitz da Vida”, desta vez na Tijuca, na Zona Norte. Nesta quarta-feira, 19/08, agentes de diversos órgãos municipais atuam pelo terceiro dia consecutivo no bairro, o sétimo contemplado com o projeto que alia ações de ordenamento, acolhimento à população em situação de rua e demais medidas preventivas de combate à pandemia de Covid-19, como a distribuição de máscaras, em espaços públicos sensíveis a aglomerações durante a retomada.

Nos dois primeiros dias da operação, nesta segunda e terça-feira, 17 e 18/08, houve 52 atendimentos à população em situação de rua, e 20 inspeções sanitárias em diversos estabelecimentos (entre eles lanchonetes, hortifrútis e óticas), com quatro autuações: duas por ausência de insumos, como álcool em gel, e duas por falta de licenciamento sanitário. Cinco estabelecimentos também foram autuados por fiscais de atividades econômicas da Prefeitura. Já na fiscalização do comércio ambulante, foram aplicadas três multas, e apreendidos cinco bancos de plástico, uma mochila, artigos de armarinho, 15 óculos de sol, duas placas, e 15 quilos de frutas. No trânsito, foram registradas 62 infrações, com 22 veículos removidos por estacionamento irregular. Foram recolhidas ainda cerca de cinco toneladas de resíduos sólidos.

 

Blitz da Vida fiscaliza salão de cabelereiro na Tijuca. Foto: divulgação

Até agora, o roteiro contemplou as praças Afonso Pena e Saens Pena, o entorno do Tijuca Off Shopping, a Rua Conde de Bonfim (entre as ruas do Matoso e Dr. Otávio Kelly), a Avenida Maracanã, e as ruas Uruguai, José Higino, Barão de Mesquita, Santo Afonso, São Francisco Xavier (entre a Mariz e Barros e o Largo da Segunda-Feira), Almirante Cóchrane e General Roca.

Balanço da Blitz

Em quatro semanas, de 21/07 a 14/08, a “Blitz da Vida” passou por seis bairros: Centro; Copacabana, Ipanema e Leblon, na Zona Sul; e Campo Grande e Santa Cruz, na Zona Oeste. Resultado: 928 fiscalizações e orientações a estabelecimentos comercias (461) e ambulantes (467). No trânsito, foram aplicadas 307 multas, entre elas 114 a veículos do transporte complementar (vans e kombis), com dois removidos, e 148 por estacionamento irregular, com 93 remoções. Também foram abordadas 457 pessoas em situação de rua, com 122 acolhimentos, e recolhidas mais 22 toneladas de resíduos sólidos.

 

Blitz da Vida: acolhimento a pessoas em situação de rua. Foto: divulgação

Outros números

Desde o início das ações de combate à pandemia, em 18 de março, a Seop já integrou mais de 460 operações conjuntas em toda a cidade. Até 13 de agosto, foram fiscalizados 38.496 estabelecimentos, com 27.987 pontos comerciais fechados. Além disso, foram atendidas 11.221 ocorrências pelo Disk Aglomeração, que funciona com base em chamados à Central 1746.

Órgãos

Coordenadas pela Subsecretaria de Operação (Subop) da Seop, as ações contam, de acordo com a necessidade operacional, com efetivos da Guarda Municipal, e das coordenadorias de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer), Especial de Transporte Complementar (CETC) e de Cuidado e Prevenção às Drogas (CPD), todas ligadas à pasta; Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano (da Secretaria Municipal de Fazenda); Subsecretaria de Vigilância Sanitária (da Secretaria Municipal de Saúde); Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos; Comlurb; e Polícia Militar.

Crédito: Divulgação Seop / Prefeitura do Rio