Operação conjunta é realizada para demolição de dois imóveis irregulares na Muzema

Publicado em 02/09/2021 - 09:26 | Atualizado em 02/09/2021 - 17:53
As obras já tinham sido embargadas pela Justiça - Prefeitura do Rio

A Subprefeitura de Jacarepaguá e a Secretaria Municipal de Ordem Pública deram início, nesta quinta-feira (02/09), à demolição de dois imóveis na Muzema, Zona Oeste, por decisão judicial após ação do Ministério Público. São obras que foram embargadas e estavam em fase de construção. De acordo com a decisão, de dezembro de 2020, trata-se de área com grave e iminente perigo de deslizamentos, passível de causar danos, o que exige intervenção estatal, de acordo com a sentença.

 

– O objetivo é salvaguardar a vida e o bem estar dos moradores, bem como a ordem urbana da cidade. Essa é uma demanda judicial antiga e essa área inteira já teve as obras embargadas, mas a Justiça não foi respeitada – justificou a subprefeita de Jacarepaguá, Talita Galhardo.

O crescimento na região ocorreu de forma desordenada nos últimos anos. A ação de demolição mantém a decisão da atual gestão de não permitir construções irregulares.

 

– Essa é uma área que já foi demolida pela Prefeitura anteriormente, na qual já voltaram a construir irregularmente. A Prefeitura não pode tolerar esse tipo de situação, principalmente em áreas sob influência do crime organizado. A Seop vai continuar firme nessas fiscalizações – destacou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

 

Desde o início da gestão, em janeiro de 2021, já foram realizadas 18 operações para conter irregularidades em áreas públicas, com demolição de construções, boxes, barracas e lava-jatos na região de Jacarepaguá, em ações conjuntas com as Secretarias de Meio Ambiente, Ordem Pública e Conservação. Comlurb, Defesa Civil, Policia Militar e Guarda Municipal dão apoio à operação.

  • 2 de setembro de 2021