Ação conjunta da Seop e da Polícia Civil desmobiliza ferro-velho clandestino no Caju

Publicado em 08/02/2022 - 14:47 | Atualizado
O ferro-velho clandestino funcionava na Avenida Brasil, na altura do Caju - Divulgação

Uma operação conjunta com agentes da Secretaria de Ordem Pública (Seop) e da Polícia Civil desmobilizou, na manhã desta terça-feira (8/2), um ferro-velho clandestino que funcionava na Avenida Brasil, altura do número 2.520, no Caju, Zona Portuária da cidade. Durante a ação, mais de 200 quilos de cobre sem procedência foram apreendidos. Além disso, ligações irregulares de água foram desligadas pela Cedae. A Light encontrou e removeu pontos de furtos de energia elétrica, resultando na apreensão de mais de mil metros de fios.

 

– Durante a operação para verificar o comércio irregular, encontramos grande quantidade de cobre queimado, fios de concessionárias de serviços públicos, além de ligações clandestinas de água e luz. Esse é um combate que a Prefeitura faz junto com a Polícia Civil contra a receptação desses produtos e contra o dano ao patrimônio. É um trabalho importante para que a gente tenha menos semáforos apagados e interrupção de internet. A Seop vai continuar fazendo essas operações para combater os ferro-velhos clandestinos – destacou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

 

Na área, identificada após denúncia de invasão de propriedade particular pela Polícia Civil, funcionava também uma garagem clandestina de ônibus. Além disso, foram encontrados materiais de linha férrea e uma papeleira da Comlurb, materiais possivelmente provenientes de furtos, além de grande quantidade de caixas de som depositadas de forma irregular no local.

 

– Estamos trazendo mais um benefício para a população nessa operação de comércio irregular. Seremos incansáveis em combater esse tipo de ilegalidade aqui na nossa região – ressaltou Leonardo Pavão, subprefeito do Centro.

 

O imóvel foi vistoriado pela Defesa Civil municipal e interditado por apresentar risco estrutural. A operação contou com equipes da Subsecretaria de Operações da Seop e da 17ª Delegacia de Polícia Civil (São Cristóvão), e teve apoio da Guarda Municipal e da Subprefeitura do Centro.

  • 8 de fevereiro de 2022