Prefeitura capacita colaboradores do Museu do Amanhã

Publicado em 25/08/2020 - 19:33 | Atualizado em 26/08/2020 - 09:51
Técnicos da Vigilância Sanitária reforçaram as medidas de prevenção à Covid-19 para 35 pessoas que trabalham no local. Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Subsecretaria de Vigilância Sanitária, capacitou na manhã desta terça-feira (25/08) colaboradores do Museu do Amanhã, na Zona Portuária do Rio, para o retorno com segurança das atividades de lazer no local, previsto inicialmente para a Fase 6 do Plano de Retomada. A volta, no entanto, pode ser alterada de acordo com o monitoramento das curvas de contágio da Covid-19, feito pelo Comitê Científico.

A turma de 35 pessoas recebeu qualificação sobre a importância da prática das Regras de Ouro e demais medidas de prevenção à Covid-19. Na aula, técnicos da Superintendência de Educação e Projetos (Sipe) da pasta vinculada à Secretaria Municipal de Saúde orientaram sobre o uso obrigatório da máscara; e a higienização das mãos com água e sabão líquido ou, quando não for possível, com álcool 70% em gel.

Outra recomendação foi sobre a importância da adoção de medidas para evitar aglomerações, como o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas.

— Essas capacitações são fundamentais para ajudar a esses funcionários a implementarem as medidas preventivas à Covid-19. São normas de segurança para evitar tanto a contaminação dos colaboradores quanto dos visitantes desses locais — ressalta a médica-veterinária Márcia Rolim, subsecretária de Vigilância Sanitária do Rio.

Assim como a força-tarefa do Museu do Amanhã, a Vigilância Sanitária já capacitou colaboradores da Rio Star, maior roda gigante da América Latina; da Câmara Municipal do Rio, entre outros. O curso faz parte do programa promovido pela Sipe desde março com foco na prevenção e combate ao novo coronavírus. Em quase cinco meses, já foram qualificados mais de 20 mil profissionais de vários setores do comércio em geral.