Fotogaleria: Sapucaí fica iluminada em homenagem às vítimas da Covid e às escolas de samba

Publicado em 14/02/2021 - 11:00 | Atualizado
A Sapucaí está iluminada com as cores das escolas de samba - Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

Este ano não vai ser igual aquele que passou. Em tempos de pandemia da Covid-19, a Marquês de Sapucaí teve que silenciar. Para homenagear as vítimas da doença e também as escolas de samba que todo ano brilham intensamente na passarela,  o Sambódromo ganhou uma iluminação especial.

Até sábado (20/02), quando seria realizado o Desfile das Campeãs, a Sapucaí e a Apoteose ficarão iluminadas todas as noites. A iluminação, a cada 10 segundos, lembra as cores de cada uma das principais escolas de samba do Rio.

Confira os detalhes nos cliques do fotógrafo Marcelo Piu, da Prefeitura do Rio.

Nas legendas, trechos de “Pra tudo se acabar na Quarta-feira”, samba enredo escrito por Martinho da Vila para o desfile da Vila Isabel, em 1984. Uma homenagem aos profissionais que fazem o Carnaval.

 

A grande paixão que foi inspiração do poeta é o enredo. Que emociona a velha guarda

 

Lá na comissão de frente, como a diretoria. Glória a quem trabalha o ano inteiro em mutirão

 

São escultores, são pintores, bordadeiras. São carpinteiros, vidraceiros, costureiras

 

Figurinista, desenhista e artesão. Gente empenhada em construir a ilusão. E que tem sonhos

 

Como a velha baiana. Que foi passista, brincou em ala, dizem que foi o grande amor de um mestre-sala

 

Mas a quaresma lá no morro é colorida, com fantasias já usadas na avenida

 

Que são cortinas, que são bandeiras. Razão pra vida tão real da quarta-feira

 

 

Com Sambódromo iluminado, chave da cidade é entregue a profissionais da saúde

  • 14 de fevereiro de 2021