‘A vacina representa muito para mim, porque perdi pessoas próximas para a Covid-19’, diz adolescente

Publicado em 16/09/2021 - 13:08 | Atualizado
  • Início/
  • /
  • ‘A vacina representa muito para mim, porque perdi pessoas próximas para a Covid-19’, diz adolescente
Raphaela tomou a primeira dose da vacina no Cacique de Ramos - Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Saúde informa que a vacinação contra a Covid-19, nesta quinta-feira (16/09), é destinada às meninas com 14 anos e à dose de reforço para idosos com 92 anos ou mais, além de pessoas com alto grau de imunossupressão com 60 anos ou mais. Pessoas com 22 anos ou mais, gestantes, puérperas, lactantes e Pessoas com Deficiência (PcD) com 12 anos ou mais também podem se vacinar, preferencialmente, no período da tarde.

A jovem Raphaela Raposo, de 14 anos, foi logo pela manhã ao posto montado na quadra do bloco Cacique de Ramos, na Zona Norte. Bastante emocionada, ela deu um recado para as pessoas que não acreditam que a vacinação em massa é a única saída para acabar com a pandemia da Covid-19.

 

– A vacina representa muito para mim, porque eu perdi pessoas próximas para a Covid-19. Foi bem complicado, mas hoje me sinto privilegiada por ter conseguido receber a vacina, porque sei que tem muitas pessoas que não sobreviveram a tempo de tomar. O recado que dou é para ficar em casa, porque essa doença realmente mata. Tem gente que não acredita, mas eu sei a dor que é perder pessoas próximas e não desejo isso para ninguém – disse Raphaela.

 

As unidades seguem aplicando a segunda dose, conforme a data estipulada no comprovante da primeira. A dose de reforço é destinada aos idosos que receberam a segunda aplicação do imunizante há, pelo menos, três meses.

Quem vai receber a vacina deve apresentar identificação original com foto, número do CPF e, se possível, a caderneta de vacinação. Para a segunda dose, é importante levar também o comprovante da primeira aplicação.

Pessoas com alto grau de imunossupressão devem apresentar comprovante de vacinação, documento de identificação e laudo médico digital do Cremerj com data inferior aos últimos 60 dias.

Pessoas com Deficiência (PcD) devem apresentar laudo da rede pública ou particular; cartões de gratuidade no transporte público; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; documento oficial de identidade com a indicação da deficiência ou qualquer outro documento que indique se tratar de uma pessoa com deficiência.

Gestantes e puérperas devem apresentar cartão de pré-natal, além da assinatura do termo de esclarecimento disponível no site coronavirus.rio/vacina.

Lactantes devem apresentar indicação do profissional de saúde que realiza o acompanhamento da criança.

Encontre aqui a unidade mais próxima.

 

Adolescentes de 14 anos serão vacinados de quarta a sexta-feira

  • 16 de setembro de 2021