Prefeitura assina repasse do edital Juventude Inovadora, com jovens empreendedores cariocas

Publicado em 07/12/2022 - 16:18 | Atualizado em 07/12/2022 - 16:27
Dezessete projetos idealizados por jovens moradores do Rio de Janeiro serão beneficiados - Tadeu Goulart/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio), entregou, nesta quarta-feira (7/12), o repasse do edital Juventude Inovadora a 17 projetos idealizados por jovens do Rio de Janeiro. Durante os meses de agosto a outubro foram selecionadas ações com significativo impacto social local para receber valores de R$12 mil, R$27 mil ou R$44.250, conforme alcance e possibilidades, num montante total de R$450 mil. A estimativa é que o Juventude Inovadora possa gerar transformação na vida de até 8.500 jovens.

A assinatura do contrato do edital Juventude Inovadora foi realizada na Nave do Conhecimento Cidade Olímpica, no Engenho de Dentro, durante o primeiro dia do evento “Usina de Startup Rio Youth Summit – de jovens para jovens”, que tem o objetivo de promover o empreendedorismo e o desenvolvimento de novas ideias da juventude.

– Quando há dinheiro investido nós conseguimos colher os frutos. Quando fazemos um programa como esse, em que jovens se reúnem para pensar um pouco fora da caixa e pensar soluções para o nosso dia a dia, nossa juventude ajuda a construir uma cidade melhor. Queremos que todos vocês agarrarem essa oportunidade – disse o subprefeito da Zona Norte, Diego Vaz, representando o prefeito Eduardo Paes.

Os projetos foram selecionados em categorias: Ações Territoriais de Desenvolvimento Sustentável e Inovação em Pesquisa e Emancipação Juvenil. O público alvo dos projetos são jovens cariocas, de 18 a 29 anos, que têm como objetivo solucionar os desafios na efetivação dos direitos da juventude e desejam contribuir para o alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

O secretário de Juventude, Salvino Oliveira, explicou que o edital é uma forma de reconhecer e impulsionar projetos de impacto nas juventudes cariocas.

– Construir um ambiente em que o jovem tem a ideia do modelo de cidade que quer viver e o estilo de vida que quer adotar é fundamental para nós. Um edital exclusivo para jovens, que historicamente têm dificuldade de conseguir financiamento, oferece uma perspectiva maior de possibilidades para eles. Nosso objetivo é torná-los protagonistas de seus próprios destinos.

 

Confira os projetos contemplados pelo Edital Juventude Inovadora:

1) II Mostra Audiovisual – Juventude e Direitos Humanos

Realização da II Mostra de Audiovisual – Juventude e Direitos Humanos organizado pelas e para as juventudes apresentando trabalhos audiovisuais de jovens diretores elaborados no âmbito do Favela.LAB sobre como desenvolver a Agenda 2030 em seus territórios.

2) É Menino ou Menina

Primeiro encontro de negros LGBTQIAP+ na cidade do Rio de Janeiro, fomentando uma discussão mais ampla acerca dos corpos negros na cidade e como essa sociedade lida com esses corpos e seus atravessamentos identitários, a partir de bate papos e fórum de perguntas, mapearemos para os enfrentamentos as violências que está posta no cotidiano.

3) MARIWÔ: Brechas se abrem para o futuro

O MARIWÔ é um circuito artístico com foco em pessoas negras, LGBTQIAP+ e periférico, com objetivo de divulgar a produção cultural da juventude urbana carioca dentro e fora da cidade. Busca promover a cultura de performances visuais, interação com equipamentos de música como o instrumento do DJ e produção cultural pela MARIWÔ, em um circuito inédito que acontecerá no Galpão de Artes Bela Maré.

4) A primeira “Debut”

“Debut” é um projeto de desenvolvimento de exposição voltado para artistas em início de carreira dos cursos da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Por meio de uma exposição coletiva a um grupo de 10 artistas iniciantes, um dos objetivos é oferecer ferramentas prático-teóricas aos artistas em início de carreira, buscando auxiliá-los no desenvolvimento de suas práticas artísticas, apresentando o funcionamento do circuito de arte na cidade do Rio de Janeiro.

5) Realengo 2038

Pesquisa colaborativa desenvolvida sob a liderança de jovens do Núcleo de Estudos e Pesquisas Audiovisuais em Geografia – NEPAG, com a participação da comunidade escolar do Colégio Pedro II Campus Realengo II e Realengo I, assim como de movimentos e lideranças locais. A ideia central do projeto baseia-se em olhar o bairro a partir de uma perspectiva utópica, de forma a realizar trabalhos de campo para identificar os problemas enfrentados pela comunidade local e interligá-los com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável para conversar com a população em uma metodologia ativa de pesquisa.

6) ISAP Brasil – Pela juventude carioca ao redor do mundo

Curso formativo voltado a jovens secundaristas sobre os pilares do processo de aplicação para uma universidade no exterior, ressaltando, sobretudo, a importância que as atividades extracurriculares possuem dentro da avaliação.

7) Bozten Assistência Técnica

Festival dos smartphones, um evento que tem por objetivo incentivar a melhor condução e descarte de smartphones a usuários, e otimizar e incentivar técnicos locais no ramo de manutenção de eletroeletrônicos por meio de um festival de palestras e stands voltados para a tecnologia de smartphones.

8) Favela Soluções Orgânicas

O projeto Favela Soluções Orgânicas é um movimento que tem como fundamento a construção e a unificação de práticas a partir de reflexões e vivências na saúde, provocando uma discussão sob um olhar agênero, social e ecológico acerca da sustentabilidade e saúde coletiva. Com a manutenção, conservação e uso do espaço público da escola Edi Monsenhor Cordioli, propõem-se a inserção de ferramentas interativas que desenvolvem os laços de valor e pertencimento com a própria comunidade, além de promover impacto social, geração de renda e saúde complementar.

9) Sisnetesia Produções

Workshop’s para engajamento e produção de conteúdos audiovisuais voltados às redes sociais que estão em alta no momento (Youtube, Instagram, Tiktok, Kwai etc), destinados à jovens em situações de vulnerabilidade socioeconômica que almejam criar um portfólio de produção audiovisual.

10) Envia Pages

O projeto consiste em curso de capacitação rápida para criação de sites no-code, com apresentação de preceitos básicos de design, layout, sites, hospedagens e domínios, sempre auxiliado com o uso de ferramentas digitais que visam ajudar os jovens no dia a dia, facilitar o processo de tomada de decisão e prepará-los para criar sites com mais rapidez.

11) VJ DAS MANAS

O projeto consiste na realização de oficinas de video jockey (VJ) para mulheres que tem a intenção de disseminar o conhecimento para mulheres negras e periféricas do domínio da tecnologia da projeção mapeada – uma das tendências que dominam o meio dos eventos como show, cineclubes e festivais a superfície pode ser projetada em 2D ou 3D.

12) MaduCria

Com intuito de valorizar e inserir artistas locais de Madureira, promovendo a democratização do acesso à cultura no subúrbio da cidade do Rio de Janeiro, o projeto MaduCria consiste na realização de um show de rap com programação e artistas fazedores culturais, mesclando profissionais consolidados e emergentes no mercado. O evento ocorrerá no Espaço Cultural Rio Hip Hop Charme, mais conhecido como Dutão ou Viaduto de Madureira.

13) Happy Hour Casa Comum

O Happy Hour Casa Comun é um projeto de artes integradas realizado no Coletivo Casa Comun, espaço independente de fomento à cultura localizado em Campo Grande, Zona Oeste do Rio. Ele busca contribuir na sustentabilidade do circuito independente de arte contemporânea, instigando novos artistas a buscarem condições sustentáveis para suas carreiras e reforçar a formação de um movimento artístico periférico contemporâneo. O evento será gratuito e, com curadoria da FluxRoom, contemplará oito projetos artísticos suburbanos, sendo quatro musicais, dois de artes visuais e dois performances.

14) Jardinando Vidas

O Jardinando Vidas é um curso destinado a jovens em busca de oportunidades no mundo do trabalho, com intuito de qualificá-los para exercer a função de jardineiro com competência, disciplina e ética, observando os princípios da sustentabilidade e educação ambiental e patrimonial, com especial objetivo de promover a formação de profissionais com condições de atenderem as demandas do mercado.

15) REALIZACINE – Oficinas de Cinema em Santa Cruz

O REALIZACINA é um projeto cultural que desenvolve oficinas de iniciação ao cinema e ao audiovisual com estudantes da educação básica da rede pública da cidade do Rio. Além do contato com diversos filmes nacionais e estrangeiros que estão fora do circuito comercial de distribuição, os estudantes serão responsáveis pela criação de diversos filmes, como proposta prática de aprendizagem, a partir de um conjunto de exercícios de cinema que já foram experimentados pela equipe do projeto em outras ocasiões.

16) Mobilidade Suburbana

Buscando soluções para mobilidade urbana de curta distância, o projeto Mobilidade Suburbana visa a construção de uma rede de bicicletários no subúrbio carioca que favoreça o acesso dos usuários a diversos locais com maior autonomia e dentro dessa estrutura, esteja exposta a rica cultura dos bairros participantes. O foco está nos ciclistas que utilizam bicicletas próprias para deslocamento diário para seus locais de trabalho, estudo, lazer etc.

17) Filme Pesquisa – Crônicas de Santa Cruz

“Crônicas de Santa Cruz” é um documentário que utiliza a pesquisa territorial, cultural e social do bairro de Santa Cruz como metodologia narrativa. O documentário tem como base a pesquisa sobre o funcionamento da relação que a juventude de Santa Cruz tem com a memória urbana do bairro e a forma como os espaços e estruturas tiveram seus sentidos ressignificados ao longo dos anos, por meio de atividades culturais.

  • 7 de dezembro de 2022
  • Skip to content