Secretaria Municipal de Educação lança mais dois novos Ginásios Experimentais Tecnológicos

Publicado em 30/03/2022 - 17:31 | Atualizado
Sala do Ginásio Experimental Tecnológico - Michell Albuquerque / Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro lançou nesta semana mais dois Ginásios Experimentais Tecnológicos (GETs), que fazem parte de um novo programa de ensino da rede. Nesta terça-feira (29/03) foi inaugurado o GET Coelho Neto, em Ricardo de Albuquerque, e, nesta quarta-feira (30/03), o GET Cardeal Leme, em Benfica. Com esse modelo, a educação pública passa a aplicar um conceito pedagógico no qual o conteúdo didático é abordado a partir de necessidades reais, vividas e trazidas pelos próprios alunos de forma colaborativa. A previsão é que, até 2024, a cidade tenha 22 novas escolas: 18 oriundas do projeto Fábrica de Escolas e quatro que serão feitas a partir da desmontagem da Arena do Futuro.

As duas unidades lançadas nesta semana foram reformadas e transformadas em GETs, com a construção de dois laboratórios maker. As duas passam a seguir o novo modelo proposto pela SME que traz inovação e convida os estudantes a pensarem em propostas inovadoras e soluções criativas, com um trabalho interdisciplinar, combinando Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática, além da grade curricular normal, que será seguida regularmente. O Ginásio Experimental Tecnológico segue iniciativas de outras partes do mundo e é um espaço colaborativo, no qual a “cultura maker”, mais conhecida no Brasil como “mão na massa”, dá o tom. No GET, o estudante está em evidência.

O GET Coelho Neto vai atender 480 alunos, do 7º ao 9º ano, em turno único. Os mais de 20 professores da unidade já estão em treinamento desde fevereiro. O colaboratório está equipado com impressora 3D; máquinas de corte e de costura; equipamentos para serralheria e marcenaria; painel de ferramentas, entre outros equipamentos.

Já o GET Cardeal Leme vai atender 750 alunos, do 6º ao 9º ano, em turno único, e conta também com turmas de Carioca I, Carioca II e Classe Especial, em horário parcial. Os mais de 30 professores da unidade já estão em treinamento desde fevereiro. O colaboratório está equipado com impressora 3D; máquinas de corte e de costura; equipamentos para serralheria e marcenaria; painel de ferramentas, entre outros equipamentos.

 

– Estamos proporcionando aos nossos alunos uma educação que vai prepará-los para o século XXI. Eles serão protagonistas do seu próprio processo educacional. Os GETs seguem uma metodologia diferenciada, que integra diferentes disciplinas – comentou o secretário Municipal de Educação, Renan Ferreirinha.

 

As obras dos colaboratórios dos dois GETs foram realizadas pelo Conservando Escolas, da Rio-Urbe.

A primeira unidade com o novo modelo de ensino foi o GET Elza Soares, no bairro do Rocha, na Zona Norte. São mais de 300 alunos do Ensino Fundamental atendidos no espaço em turno único. O conceito dos GETs será compartilhado por toda a rede, estimulando alunos e professores a encontrarem novas trocas em sala, tornando os estudantes mais ativos para, até mesmo, buscarem soluções para suas comunidades.

  • 30 de março de 2022