Escolas municipais do Rio ganham cartão corporativo para despesas imediatas

Publicado em 19/07/2019 - 14:39 | Atualizado em 20/07/2019 - 13:08
O lançamento do cartão corporativo foi acompanhado por dezenas de diretores e professores da rede municipal de ensino do Rio, no Palácio da Cidade. Fotos: Paulo Sérgio/Prefeitura do Rio

O  prefeito Marcelo Crivella lançou nesta sexta-feira, 19 de julho, no Palácio da Cidade, um cartão corporativo que facilitará o pagamento de compras e serviços da Secretaria Municipal de Educação (SME). A rede municipal de ensino é a maior rede da América Latina, com 1.540 escolas e cerca de 650 mil alunos.

No evento, que teve também a participação da secretária municipal de Educação, Talma Suane, foi firmado acordo com o Banco do Brasil, representado pelo superintendente de Governo da instituição, Cláudio Gomes. A medida irá tornar mais moderna a gestão das verbas públicas por meio de uma solução de ampla aceitação no mercado: o cartão de débito dará mais autonomia para os diretores de unidades escolares tomarem as providências necessárias na execução das despesas imediatas, de forma prática e controlada.

Ao ressaltar o ineditismo da iniciativa, Crivella disse esperar que outras capitais também adotem esse sistema, que dá mais agilidade e transparência aos gastos públicos:

– Quero crer que este exemplo vai repercutir nas demais secretarias da Prefeitura, para que a gente possa com transparência ter um fundo só. E tenho a impressão de que isso poderá correr o Brasil, nas outras capitais – afirmou o prefeito.

Será possível pagar despesas que podem variar desde a compra de uma caixa de lápis a um bebedouro, de acordo com a necessidade da escola, até um limite de R$ 17.600. Atualmente, o Sistema Descentralizado de Pagamento é feito através de cheque, modalidade nem sempre aceita em diversos estabelecimentos comerciais e que tomava muito tempo de diretores, pois os relatórios eram feitos em papel e exigiam gráficos de despesas. Agora, o controle será eletrônico, mostrando que a SME está focada no desenvolvimento e na modernidade.  A implantação do novo sistema é sem custo administrativo para a Prefeitura.

– Prefeito, este cartão significa para nós uma agilidade no processo de gastos, uma agilidade no processo de prestação de contas, uma agilidade e transparência no nosso gasto. Nossos diretores e funcionários não vão precisar mais ir a uma agência bancária buscar extrato, ficar na fila e, com isso, perder aquilo que é mais importante para a vida do gestor: o dia a dia de sua escola, a aprendizagem dos seus alunos – comemorou a secretária de Educação.

O novo cartão será uma solução mais segura, isenta de anuidade, com chip e validade de 72 meses. Contará ainda com um canal de internet de autoatendimento do Banco do Brasil. Essa iniciativa foi escolhida por gerar maior controle de gastos, transparência, organização das despesas, segurança, praticidade e redução de custos.