Defesa Civil realiza simulado de desocupação em comunidade da Zona Oeste

Publicado em 25/04/2021 - 18:14 | Atualizado em 25/04/2021 - 18:15
Moradores foram convidados a participar do evento - Divulgação/Prefeitura do Rio

A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil realizou na manhã deste domingo, dia 25, um simulado de desocupação na Comunidade Travessa Antonina, na Praça Seca, Zona Oeste do Rio. Os exercícios foram realizados para preparar e orientar a população sobre os procedimentos necessários durante o acionamento das sirenes do Sistema de Alerta e Alarme Comunitário para Chuvas Fortes.

Uma mensagem foi enviada aos moradores nos dias 23 e 24 com convite para participarem do evento. Após as equipes chegarem ao local, as sirenes foram acionadas informando sobre a possibilidade de chuvas fortes nas próximas horas. Às 10h, a sirene foi acionada com o toque de mobilização, orientando os moradores a saírem de suas residências e se dirigirem ao ponto de apoio mais próximo. Por fim, foi emitido o alerta de desmobilização com mensagem de retorno à normalidade. Com isso, os moradores já poderiam voltar para as suas casas.

A ação contou com a participação do subsecretário de Proteção e Defesa Civil do município do Rio, Márcio Motta, da subprefeita de Jacarepaguá, Talita Galhardo, e contou com apoio da XVI Região Administrativa e de agentes comunitários de saúde da Clínica Da Família Gerson Bergher.

“Os exercícios simulados são fundamentais para treinarmos todo o sistema, desde o acionamento remoto (no Centro de Operações), contato com os pontos de apoio, com as lideranças locais e realizar o deslocamento para pontos seguros. São essas as ações que realizamos quando há registro de chuvas fortes e precisamos acionar as sirenes” – afirmou o subsecretário Márcio Motta.

Além do atendimento no ponto de apoio, as equipes percorreram a comunidade e foram a diversas residências para orientar moradores a respeito do sistema de desocupação. Vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), a Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil realiza simulados de forma periódica nas comunidades do Rio. Ação faz parte do conjunto de medidas preventivas para o período de chuvas fortes. O sistema de alarme sonoro é composto por 83 pluviômetros e 165 estações de sirenes instaladas em 103 comunidades da cidade.

  • 25 de abril de 2021