Defesa Civil do Município do Rio realiza simulado de desocupação na Rocinha nesta sexta-feira

Publicado em 11/11/2021 - 16:48 | Atualizado
Este é o 14º simulado realizado em 2021 e faz parte das medidas preventivas com foco no período de chuvas fortes de verão - Divulgação

A Defesa Civil do Município do Rio realiza na manhã desta sexta-feira (12/11) um simulado de desocupação na Comunidade da Rocinha, localizada em área com risco de deslizamentos de encostas na Zona Sul da cidade. Este é o 14º simulado realizado em 2021 e faz parte das medidas preventivas com foco no período de chuvas fortes de verão. Dessas ações, 12 foram realizadas em áreas com risco de deslizamento e duas foram feitas em localidades com risco de alagamentos.

Uma ação específica será realizada na Escola Municipal Francisco de Paula Brito, onde os alunos participarão de uma simulação de escape seguro, que ocorre durante situações de emergências, como incêndios. Os alunos também participarão de atividades lúdicas ministradas pelas equipes de treinamento da Defesa Civil; um deles é o jogo de tabuleiro “Vida em Jogo”, em que as crianças aprendem sobre diversos temas relacionados à prevenção em forma de uma divertida competição; e o outro é o “Super Muro de Escalada”, brincadeira radical em que as os alunos receberão noções sobre segurança.

 

– O exercício simulado é importante para a população ratificar o conhecimento do sistema de alerta e alarme, que já existe há 10 anos, e contribui para a preservação de vidas nas comunidades, principalmente no período das chuvas fortes e verão – afirmou o subsecretário de Proteção e Defesa Civil, Rodrigo Gonçalves.

 

Ao longo das últimas semanas, equipes do órgão percorreram diversos pontos da comunidade para orientar e incentivar a população a participar do exercício. Para isso, visitaram residências e unidades públicas, como escolas, creches e postos de saúde; se reuniram com lideranças locais, distribuíram panfletos e afixaram cartazes em pontos estratégicos. As sirenes serão acionadas a partir das 10h com a emissão de mensagem sonora solicitando aos moradores que se dirijam a um dos três pontos de apoio selecionados: Quadra da Rua 01 (GEL Rocinha); Quadra da Escola de Samba Acadêmicos da Rocinha  e a Biblioteca Parque.

Nos pontos de encontro, os moradores receberão instruções dos profissionais da Defesa Civil sobre como agir em caso de emergências provocadas por chuvas fortes, sobre o cadastramento para receber os alertas por SMS por meio do telefone 40199, orientações sobre como acionar o órgão em caso de rachaduras, fissuras ou trincas nos imóveis e agendamento de vistorias.

O simulado tem apoio das secretarias de Educação, Saúde, Ação Comunitária, Centro de Operações e Resiliência Rio, Subprefeitura da Zona Sul e Gerência Executiva Local da Rocinha. Agentes da Secretaria de Assistência Social estarão nos locais para prestar informações à população sobre programas sociais e inscrição no CadÚnico.

O município do Rio de Janeiro conta com o Sistema de Alerta para Chuvas Fortes com uso de sirenes em comunidades com risco de deslizamento, que reúne uma série de iniciativas com foco na prevenção de desastres, como a instalação de equipamentos, engajamento de voluntários e líderes comunitários e evacuação para pontos de apoio em caso de emergências. Vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEOP), a Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil realiza simulados de forma periódica nas comunidades do Rio. O alarme sonoro é composto por 83 pluviômetros e 165 estações de sirenes instaladas em 103 comunidades da cidade.

Atualmente, a Defesa Civil possui dois tipos de exercícios simulados: um em áreas com risco de deslizamento ou escorregamento, que contam com o sistema de alerta com uso de sirenes, e outro para áreas que estão às margens de rios que possuem alto risco de alagamentos. Entre elas estão as áreas do Jardim Maravilha (Guaratiba), próximas ao Rio Piraquê, e os bairros de Acari, Fazenda Botafogo e Parque Colúmbia, próximas ao Rio Acari.

 

  • 11 de novembro de 2021