Foca – Fomento à Cultura Carioca recebe 5.478 inscrições

Publicado em 24/09/2021 - 17:14 | Atualizado em 24/09/2021 - 17:43
Programa de fomento vai distribuir R$ 20 milhões a projetos culturais - Beth santos/Prefeitura do Rio

Em meio à maior crise sanitária no planeta, o Foca – Fomento à Cultura Carioca recebeu 5.478 inscrições. Um reflexo da paralisação do setor e da falta de auxílio em nível federal. O programa da Prefeitura do Rio vai disponibilizar R$ 20 milhões a 304 propostas por toda a cidade, e o edital tem duas linhas de ação, uma delas para descentralizar/democratizar o acesso por territórios. A previsão, segundo a Secretaria Municipal de Cultura, é anunciar o resultado até dezembro e, em seguida, liberar os recursos.

– No meio da pandemia trouxemos o fomento de volta e democratizamos o acesso. É para isso que um governo deve existir – ressalta o secretário municipal de Cultura, Marcus Faustini.

Deste total, 4.343 se inscreveram para a primeira linha de incentivo, na qual o objetivo é selecionar e apoiar financeiramente 184 propostas em 12 categorias: teatro, circo, artes visuais, arte antirracista, produções LGBTI+, artes urbana e pública, cultura popular, música, literatura, infância, dança e pesquisa & inovação. A maioria é para teatro (22,7%), seguido de pesquisa & inovação (19,8%) e música (16,4%). Os contemplados poderão ser apoiados com, no mínimo, R$ 25 mil e, no máximo, R$ 200 mil, cada.

A segunda linha do edital, que fomentará as relações entre cultura e território, potencializando a cena artística em regiões populares da cidade, recebeu 1.135 inscrições. Serão distribuídos R$ 4 milhões a 120 projetos, em duas categorias: favelas da Zona Sul e do Centro (APs 1 e 2 ) e localidades da Zonas Norte e Oeste (APs 3, 4 e 5). Do total de inscritos, 81,3% (923) são das APs 3, 4 e 5. O valor para cada proposta selecionada vai variar entre R$ 25 mil e R$ 50 mil.

A seleção será feita por 60 especialistas. Os contemplados terão até um ano para executar e apresentar o projeto.

 

Seleção será feita por 60 especialistas – Edu Kapps/Prefeitura

 

‘Foca no Território’: democratização e oficinas para mais de mil

Um fator propulsor para a democratização do acesso ao fomento foram as oficinas “Foca no Território”, uma campanha de mobilização inédita da Secretaria Municipal de Cultura que atingiu ao menos mil pessoas por toda a cidade, entre artistas e produtores. Funcionários da pasta saíram a campo para auxiliar os proponentes na escrita do projeto. Foram mais de 50 encontros e aproximadamente 40 territórios cariocas (da Rocinha à Santa Cruz), além de quatro lives no Youtube, somando 13.398 visualizações.

– Foram 45 dias rodando por bairros de periferias, favelas e subúrbio e também recebendo grupos na Secretaria – informa Sinara Rúbia, assessora especial de Políticas Antirracistas na Secretaria Municipal de Cultura do Rio, que coordenou as oficinas. – O Fomento já está acontecendo, a cultura da nossa cidade vai ser potencializada e voltará a ser referência para o restante do país.

Prefeitura volta a investir em fomento cultural

Após quatro anos de estagnação, a cultura carioca voltou a ter investimento. Nos últimos nove meses, além do Foca, com incentivo de R$ 20 milhões, a SMC publicou o edital da lei do ISS (R$ 54 milhões) e outro para apoio a projetos ligados ao carnaval (R$ 3 milhões). Também foi lançado o programa Aprendiz Cultural, que incentiva a formação de jovens na cultura por meio de bolsas mensais (R$ 800). Foram publicados editais de gestão das lonas culturais, das areninhas e da Arena Jovelina Pérola Negra. A SMC publicou ainda o edital do programa Cultiva Cultura, para manutenção preventiva e corretiva de alguns equipamentos culturais.

  • 24 de setembro de 2021