Prefeitura dá início ao projeto de recuperação da malha cicloviária carioca

Publicado em 22/02/2022 - 19:12 | Atualizado em 22/02/2022 - 20:03
Ação na ciclovia da orla do Leblon - Divulgação / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Conservação, deu início aos trabalhos de recuperação da malha cicloviária carioca. Nesta terça-feira (22/02) as equipes entraram com ações de manutenção e conservação de pontos danificados na ciclovia da Avenida Delfim Moreira, no Leblon, seguindo depois por mais trechos avariados em toda a orla da Zona Sul. O projeto, que se estenderá por todas as regiões da cidade, tem o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e das subprefeituras.

O objetivo dos serviços é executar a manutenção e conservação da malha cicloviária no município do Rio de Janeiro, de forma a prolongar a vida útil das ciclovias já existentes, bem como proporcionar conforto e segurança aos usuários. O projeto ainda inclui a restauração de alguns mobiliários urbanos, como guarda-corpos e bicicletários.

 

– Começamos por um ponto da ciclovia da Avenida Delfim Moreira, na altura do Posto 12, que havia sido concretado para virar um ponto de ônibus – explica a secretária de Conservação, Anna Laura Valente Secco.

 

Para Anna Laura, zelar pelas ciclovias é trabalhar em prol da saúde e da sustentabilidade:

 

– As belas paisagens do Rio de Janeiro convidam a população a fazer programas ao ar livre. Estimular o uso da bicicleta, seja para o lazer nas horas de folga ou como meio de transporte no dia a dia, contribui para um estilo de vida com mais saúde e um planeta mais sustentável, diminuindo a emissão de poluentes.

 

Secretário de Meio Ambiente, Eduardo Cavaliere ressalta que o projeto está alinhado com o compromisso de combater a crise climática:

 

– Essa ação de recuperação de ciclovias e ciclofaixas mostra que estamos no caminho para incentivar o transporte com baixa emissão de carbono.

 

A recuperação da malha cicloviária  nas zonas Sul, Centro e Norte inclui 121 bairros, somando em torno de 209 quilômetros. Já na Zona Oeste são 23 bairros (cerca de 124 quilômetros) e, na região da Barra e de Jacarepaguá, 19 bairros (cerca de 126 quilômetros).

  • 22 de fevereiro de 2022