Secretaria Municipal de Saúde abre inscrições para residência em odontologia e enfermagem

Publicado em 07/01/2020 - 19:49 | Atualizado em 07/01/2020 - 19:55

Graduados em odontologia e enfermagem podem se escrever, até 12 de janeiro, no programa de Residência da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Ao todo, são 34 vagas: oito para odontologia e 26 para enfermagem. Os aprovados na prova objetiva irão atuar em unidades de alta e média complexidade, centros de especialidades odontológicas e unidades de Atenção Primária da SMS, além de unidades conveniadas. Para residentes em enfermagem, as atividades terão duração de dois anos, de 1º de março de 2020 a 28 de fevereiro de 2022. Já para residentes em odontologia, o programa é realizado em três anos, entre 1º março de 2020 e 28 de fevereiro de 2023. O programa exige dedicação exclusiva e oferece bolsa no valor de R$ 3.330, 43. As provas serão realizadas em 26 de janeiro.

A inscrição deve ser feita no portal de concursos da Prefeitura do Rio, e a taxa de inscrição custa R$150. Vale ressaltar que o pagamento pode ser realizado até 13 de janeiro, às 22h. Candidatos com renda familiar que não exceda três salários mínimos e/ou comprovem estar desempregados podem solicitar a isenção da taxa. Para obter o benefício, é necessário comparecer, nos dias 9 e 10 de janeiro, das 10h às 13h ou das 14h às 17h, na Gerência de Recrutamento e Seleção com os documentos citados no edital. A gerência fica na Rua Afonso Cavalcanti 455, prédio anexo, 10º andar, ala B – Cidade Nova.

Para vagas de Residência em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial é necessário ser graduado em instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e estar registrado no Conselho Regional de Odontologia. Em caso de candidato estrangeiro, é preciso ter o diploma revalidado por instituição de ensino brasileira. O candidato também precisa estar em dia com obrigações eleitorais e com o serviço militar obrigatório. Já para Residência em Enfermagem de Família e Comunidade, os requisitos são graduação em Enfermagem em instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro (COREM-RJ). Caso seja estrangeiro, o candidato precisar ter o diploma revalidado por instituição de ensino brasileira e registro no COREM-RJ, além de estar em dia com as obrigações eleitorais e o serviço militar obrigatório. Não é permitido que os candidatos estejam matriculados ou tenham concluído Programa de Residência em Bucomaxilofacial ou em Enfermagem de Família e Comunidade.

Candidatos que precisem de atendimento especial durante a prova, como dificuldade de locomoção ou necessidade de prova ampliada, devem solicitar previamente à Gerência de Recrutamento e Seleção, até 48 horas antes da aplicação da prova.

Tanto o resultado da prova objetiva quanto o resultado final do processo seletivo serão publicados em Diário Oficial. O edital completo pode ser acessado aqui.