Rio pode ganhar título de Capital Nacional da Cultura

Publicado em 11/02/2020 - 16:49 | Atualizado em 11/02/2020 - 18:33
Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se reuniu com o Conselho de Turismo do Rio. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se reuniu com o Conselho de Turismo do Rio. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

Em reunião com o Conselho de Turismo do Rio de Janeiro, ocorrida nesta terça-feira (11/02) no Centro Administrativo São Sebastião, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, anunciou que levará ao presidente Bolsonaro a ideia de transformar a cidade carioca na Capital Nacional da Cultura. O encontro, que foi aberto pelo prefeito Marcelo Crivella, teve como objetivo levar ao governo federal as necessidades do segmento turístico do município, que já detém o título inédito de Capital Mundial da Arquitetura Unesco.UIA em 2020.

— A proposta é muito pertinente. O Rio de Janeiro possui uma riqueza cultural muito grande nos seus patrimônios históricos. Eu recebo com muito bons olhos e vou levar essa proposta a Brasília para saber se existe a viabilidade de tornar o Rio de Janeiro Capital Nacional da Cultura. Por mim, é mais que merecido esse título – afirmou o ministro Marcelo Álvaro, que já se declarou um avalista da causa.

Para o Secretário Especial de Turismo, Paulo Jobim, o evento foi importante para o setor, pois proporcionou uma enorme troca de experiências e um diálogo franco, onde várias reivindicações foram apresentadas.

– A gente vê claramente que há uma decisão política de apoiar o turismo no Rio de Janeiro, tendo em vista que o Rio é a porta de entrada do turismo e uma cidade que dá visibilidade turística ao Brasil. Foi uma reunião extraordinária e deve ser ímpar sob o ponto de vista dos resultados que apresentará – declarou Paulo Jobim.

Na reunião, houve solicitações para investimento em qualificação de mão de obra para o turismo, para promoção da cidade como destino turístico. O ministro lembrou que a cadeia produtiva do turismo impacta mais de 50 segmentos, que geram emprego e renda.

— Essa reunião com o trade turístico, com o conselho de turismo, é de fundamental importância. São empresários de diversos serviços e setores que nos trazem as demandas que precisam ser sanadas para que o turismo possa avançar. Recebemos aqui solicitações de várias naturezas, desde a qualificação de mão de obra que trabalha no turismo até a questão promocional, dando uma visibilidade maior ao Rio de janeiro nos programas de promoção do Brasil no exterior e também internamente. A gente percebe com muita consciência que essas demandas precisam ser tratadas com seriedade, Esse é o nosso objetivo. É nesse debate, nessa construção de ideias com o trade, que nós vamos conseguir fazer o turismo avançar, não só no Rio de Janeiro, bem como no Brasil – afirmou o ministro.