Prefeitura suspende atividades de 19 estabelecimentos e ambulantes irregulares em ação de combate à Covid-19

Publicado em 01/07/2020 - 14:11 | Atualizado
A fiscalização suspendeu as atividades de 19 estabelecimentos e ambulantes irregulares em Santa Cruz e Paciência. Crédito: Divulgação / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), suspendeu as atividades de 19 estabelecimentos e ambulantes irregulares em ação conjunta para fiscalizar comércio, trânsito e denúncias de aglomeração, nesta terça-feira, 30/06, nos bairros de Santa Cruz e Paciência, na Zona Oeste.

Além de diversos órgãos municipais, a operação contou com a participação da Polícia Militar, que registrou 49 infrações (para condutores de 23 motocicletas, 16 veículos de passeio e 10 veículos de transporte alternativo). A força-tarefa também removeu cinco veículos por estacionamento irregular, e recolheu 4,5 toneladas de resíduos sólidos e alimentos fora da validade. Nesta quarta, a fiscalização da Seop percorre bairros das zonas Norte e Oeste, e Centro.

Órgãos

A força-tarefa coordenada pela Seop contou com profissionais da Subsecretaria de Operações (Subop) e da Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer) da pasta; Guarda Municipal; coordenadorias de Controle Urbano e de Licenciamento e Fiscalização, ligadas à Secretaria Municipal de Fazenda; Subsecretaria de Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde; Comlurb; e 27º Batalhão de Polícia Militar (Santa Cruz).

Ação também na véspera

No roteiro da ação de ontem – a Avenida Cesário de Melo, a Rua Felipe Cardoso e as estradas Cruz das Almas e Santa Eugênia –, dentre os estabelecimentos fiscalizados, seis passaram por inspeções sanitárias, resultando em dois autos de interdição parcial e uma intimação a dois supermercados, e uma multa para lanchonete que funcionava em desacordo com o decreto municipal.

Bar fechado no Leblon

À noite, agentes da Subop e GM fiscalizaram ainda dois bares na Rua Dias Ferreira, no Leblon, na Zona Sul, após denúncia de funcionamento indevido e aglomeração. Um dos estabelecimentos funcionava em desacordo com o decreto vigente, sendo constatado consumo no local. Ele foi multado e fechado. O outro funcionava adequadamente, apenas com delivery, e foi orientado sobre procedimentos a cumprir, como horário de funcionamento.

Números gerais

Em mais de três meses de ações diárias em toda a cidade, de 18 de março a 29 de junho, a Seop registrou 35.123 estabelecimentos fiscalizados, com 25.803 pontos comerciais fechados. Já o Disk Aglomeração atendeu 10.396 ocorrências desde 31 de março, quando o serviço entrou em operação com base em chamados ao canal 1746 (telefone, site ou aplicativo). Os dez bairros mais demandados são: Campo Grande, Realengo, Bangu, Santa Cruz, Barra da Tijuca, Taquara, Tijuca, Centro, Copacabana e Recreio dos Bandeirantes.