Prefeitura do Rio cede mais respiradores e monitores e possibilita a abertura de 180 leitos de UTIs em diversos municípios do Estado

Publicado em 19/06/2020 - 14:40 | Atualizado
Nove cidades, além do governo do Estado, já receberam equipamentos cedidos por Crivella para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do RioNove cidades, além do governo do Estado, já receberam equipamentos cedidos por Crivella para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, fez nesta sexta-feira (19/06) a cessão a outros municípios de mais equipamentos para o combate à covid-19, possibilitando a abertura de 180 leitos de cuidado intensivo no Estado.

Ao todo, a Prefeitura do Rio já cedeu 222 aparelhos para ajudar municípios da Baixada Fluminense e da Região Serrana.

Desta vez, as cidades beneficiadas foram Duque de Caxias, Queimados, Itaguaí e Petrópolis, que receberam 50 respiradores e 40 monitores. Até então, já tinham sido contemplados Barra do Piraí, Guapimirim, Mangaratiba, Nova Iguaçu, Seropédica e o Governo do Estado.

– Fizemos as compras de 18 mil itens no ano passado, e eles chegaram na hora mais importante. De tal maneira que hoje temos a alegria de repartir com outros. São 180 leitos que estamos ajudando a abrir nos municípios ao redor do Rio. Quanto mais leito, mais respirador, mais monitor, mais bomba infusora e o que mais pudermos colocar à disposição dos nossos médicos, menos óbitos iremos chorar – afirmou Crivella.


Ação é estratégica


Os equipamentos ficarão cedidos enquanto durar a pandemia. A estratégia da Prefeitura do Rio é ampliar a capacidade de atendimento a casos de Covid-19 na Região Metropolitana 1, que engloba a capital e os municípios da Baixada, para evitar que pacientes dessas cidades se desloquem infectados em busca de socorro nas unidades de saúde da capital.

Além das nove cidades beneficiadas, o Hospital Universitário Pedro Ernesto, do governo do Estado, recebeu 16 respiradores para ampliação do seu CTI.

Todos os aparelhos cedidos estavam em hospitais da rede municipal e foram substituídos pelos novos, comprados da China, em dezembro do ano passado, antes da pandemia, num total de 726 respiradores. A atual gestão adquiriu mais de 18 mil itens para reequipar as unidades de saúde da rede municipal.


O que foi para cada cidade


Duque de Caxias
20 respiradores
20 monitores

Queimados  
10 respiradores  

Itaguaí
10 respiradores
10 monitores  

Petrópolis
10 respiradores
10 monitores  

Nova Iguaçu
20 respiradores
20 monitores
06 carrinhos de anestesia  

Barra do Piraí
10 respiradores
10 monitores  

Guapimirim
04 respiradores
04 monitores

Seropédica 
10 respiradores
10 monitores
02 carrinhos de anestesia  

Mangaratiba  
10 respiradores
10 monitores  

Hospital Pedro Ernesto (HUPE) 
16 respiradores  


Como funciona a cessão de equipamentos


A  solicitação de equipamentos pelo período da pandemia é feita após processo administrativo, que passa por uma avaliação  técnica da Secretaria Municipal de Saúde e é submetida à  Procuradoria Geral do município e à autorização do prefeito.