Prefeitura vai antecipar 13º salário de 2021 e quitar dívida da gestão anterior a partir de julho

Publicado em 25/02/2021 - 17:13 | Atualizado em 25/02/2021 - 18:44
Fachada do Centro Administrativo São Sebastião, sede da Prefeitura do RioOs relatórios das comissões foram encaminhados para a Controladoria Geral e MP - Prefeitura do Rio

A Prefeitura anunciou que a dívida relativa ao 13º salário de 2020, herdada da administração anterior, será quitada a partir de julho deste ano. O benefício será pago de forma integral para os mais de 100 mil servidores que ainda não receberam, com escalonamento por 12 faixas de renda, começando pelos trabalhadores com rendimentos mais baixos. A antecipação de metade do 13º salário de 2021 de todos os servidores também foi anunciada para julho. A segunda metade será quitada normalmente em dezembro.

– Mais da metade dos servidores deixou de receber seu justo 13º salário em 2020. O anúncio de hoje somente está sendo possível devido ao grande esforço de redução de despesas e de aumento da receita feito por esta gestão durante estes primeiros dois meses de 2021 – explica o Secretário Municipal de Fazenda e Planejamento do Rio de Janeiro, Pedro Paulo.

– O caixa da Prefeitura foi entregue praticamente sem recursos e com uma série de compromissos com fornecedores que segue afetando o cotidiano da cidade – lembra. No ano passado, receberam o 13º apenas quem ganha até R$ 4 mil e os funcionários das empresas públicas.

No próximo mês de julho, portanto, servidores com salário bruto de R$4.000,01 a R$4.700,00 receberão três pagamentos: seu salário mensal, a antecipação de metade do 13º do ano de 2021 e a totalidade do 13º salário devido do ano anterior. A volta da antecipação do benefício para os quase 200 mil servidores foi uma promessa de campanha do prefeito Eduardo Paes.

O pagamento do 13º salário devido desde 2020 será feito em uma escala por 12 faixas de salário. Em julho, 23.745 servidores receberão o benefício. Ao final de 2021, 84% dos servidores que agora têm o 13º salário em aberto terão sido pagos.

Apenas 97.547 servidores, aqueles que têm salário bruto de até R$4 mil, receberam o 13º com o orçamento de 2020. Os outros 100.024 receberão o 13º de 2020 com receitas de 2021. Dessa forma, serão R$ 936 milhões empenhados em despesas do ano anterior. Na prática, o orçamento de 2021 está arcando com duas folhas salariais a mais, totalizando 15 no ano.

 

 

 

 

  • 25 de fevereiro de 2021