Escolas da rede municipal do Rio terão mais 110 professores de Educação Infantil nas salas de aula

Publicado em 06/02/2020 - 18:14 | Atualizado em 06/02/2020 - 18:16
A paranaense Antoniele Ribeiro JandozoA paranaense Antoniele Ribeiro Jandozo. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio
O Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, deu posse nesta quinta-feira (6/2), na Cidade das Artes, a 110 novos professores de Educação Infantil aprovados em concurso público. Estes profissionais atuarão nas salas de aula das escolas da rede municipal de ensino. A cerimônia contou também com a presença da secretária municipal de Educação, professora Talma Romero Suane, do presidente da Câmara de Vereadores, Jorge Felipe, de educadores e servidores municipais. As nomeações já foram publicadas no Diário Oficial do Município.
Na cerimônia de posse, Crivella afirmou que a queda de arrecadação, decorrente da crise econômica, e as dívidas deixadas pela gestão anterior foram obstáculos superados com amor e sacrifício, o que possibilitou investimentos em áreas vitais, como educação. E disse às novas professoras e professores que esses são sentimentos que devem nortear o seu trabalho:
– Para vocês educarem essas crianças e mudarem a vida delas, vocês vão precisar se esquecer de si mesmas. No período em que vocês estão com elas, o coração tem que estar lá – afirmou Crivella.

Professores convocados

Os novos servidores da Secretaria Municipal de Educação (SME) se unirão aos 7.750 profissionais já convocados desde o início da atual gestão, em 2017. A pasta conta, no total, com quase 40 mil professores para atender o contingente de cerca de 650 mil alunos da rede municipal.

Quantos já nomeados?

Em quase três anos, já foram nomeados 4.985 professores, 2.275 agentes de Apoio à Educação Especial e 400 agentes Educadores, totalizando mais 7.750 profissionais ao quadro de funcionários da SME.

Para novas professoras, fim de uma angustiante espera e a realização de um sonho

A paranaense Antoniele Ribeiro Jandozo, 31 anos, se apaixonou pelo Rio quando veio fazer o concurso da SME, em 2015. Desde então, chegou a passar em outros concursos no país, mas sempre sonhou ser chamada:

– Quando morei aqui, me identifiquei com a cidade, e esta é a área que eu mais amo, educação infantil. E a Prefeitura do Rio de Janeiro é uma das prefeituras que mais valorizam educação infantil – afirma ela, que enfim viu seus esforços recompensados. – Quando recebi a confirmação, foi um êxtase, uma bênção, mas eu sempre acreditei.

Juliana Pacheco, 37 anos, que fez o mesmo concurso de Antoniele, disse que já estava “um pouco angustiada” por esperar há cinco anos ser chamada. Mas agora só pensa no futuro:

– Estou muito animada e feliz. Eu adoro educação infantil. Não pretendo sair dessa área. Graças a Deus, estou muito realizada.