Artesãos participam de encontro com a Prefeitura para planejar a retomada das feiras na cidade

Publicado em 24/06/2020 - 09:41 | Atualizado
Reunião com representantes da Feirarte. Foto: Divulgação: Prefeitura do Rio

A Prefeitura da cidade do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, realizou nesta terça-feira, 23/06, um encontro com artesãos e artistas plásticos da FeirArte (Feiras Especiais de Arte) para planejar a retomada das atividades com o Programa Rio de Novo, plano de retorno gradual na cidade, que segue as Regras de Ouro. O plano de protocolo propõe uma volta gradual com início em julho, com 1/3 de barracas e horários reduzidos.

Ao todo, a FeirArte conta com 900 profissionais que atuam em cinco feiras: Praça XV, Saens Peña, Praça do Lido, Calçadão de Copacabana e Praça General Osório, em Ipanema. De acordo com o secretário Municipal de Cultura, Adolfo Konder, a proposta do encontro será levada à Vigilância Sanitária e ao comitê técnico que dará o parecer final do retorno das atividades, previsto para o dia 5 de julho.

– É fundamental mantermos um diálogo permanente junto a FeirArte, reconhecendo que a cidade do Rio vem se tornando uma potência da economia criativa pelo trabalho dos nossos artesãos e artistas plásticos. O artesanato e as artes plásticas têm um papel essencial na Cultura da cidade. Agora nossa proposta de protocolo será submetida à Vigilância Sanitária para que a retomada seja feita da melhor forma para todos os trabalhadores de cultura e também para a população! – frisou.

– Minha renda vem exclusivamente da Feirarte. Cerca de 90% dos trabalhadores têm as feiras como seu meio de sobrevivência. Mas, também temos uma maioria que faz parte do grupo de risco, então é importante que a retomada seja feita com cautela e segurança, para os expositores e nossos clientes! Tudo isso é algo novo para todos nós, por isso a importância de fazermos da forma mais segura! – afirmou a artesã Monica Jangi, da Feira de Saens Peña, que atua na FeirArte da Tijuca desde os 18 anos, e há 36 anos produz bijuterias e artes em metal e fio.

A fala da artesã se alinha ao pensamento da gestora da FeirArte, Cleise Campos:

– É um momento de cuidado e prevenção, por isso esse planejamento cuidadoso é importante. Contamos com o apoio efetivo do secretário Adolfo Konder, da subsecretária Roseli Duarte e toda equipe nesse processo. Acreditamos na retomada das feiras garantindo arte e cultura para o carioca!