Procon Carioca faz pesquisa de preços e orienta consumidor nas compras para a Páscoa

Publicado em 11/04/2022 - 12:05 | Atualizado
O Procon orienta o consumidor a verificar se os produtos estão armazenados de forma adequada - Prefeitura do Rio

O Procon Carioca, órgão vinculado à Secretaria Municipal Especial de Cidadania, realizou pesquisa de preço em alguns dos e-commerces mais acessados, para constatar a diferença nos preços nos chocolates que estão sendo comercializados para a Páscoa. As diferenças constatadas foram significativas.  Em um dos produtos, a diferença chegou a variar em  183,86% de uma  loja  para outra. O levantamento deixa claro que pesquisar é fundamental para obter o melhor preço.

– As diferenças de preço são grandes, dependendo do produto. É importante o consumidor verificar as várias ofertas e avaliar, levando em conta preço, peso e tempo de entrega determinado por cada empresa – afirmou o secretário de Cidadania, Renato Moura.

Tabela de preços de produtos da Páscoa

O consumidor deve observar os cuidados necessários para as compras online: verificar o histórico da loja, salvar todos os dados da compra online, como o nome do site, os produtos pedidos, o valor pago, a forma de pagamento e o número de protocolo da compra ou do pedido, se houver. Caso use o cartão, verificar se há cadeado ou uma chave no canto da tela, indicando que a transação é segura.

Para as compras tradicionais, nos estabelecimentos físicos, a orientação do Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor é verificar se ovos de chocolate, bombons e chocolates em geral estão armazenados de acordo com as orientações do fabricante.  É importante que estejam disponibilizados em locais arejados, mas sem incidência de luz solar e longe de produtos de limpeza ou com intenso odor.

– É fundamental observar a data de validade e as informações nutricionais precisam estar discriminadas no rótulo. Qualquer dúvida e constatação de irregularidade pode ser informada ao Procon Carioca, que está sempre atento para que o direito do consumidor seja assegurado – disse Igor Costa, diretor executivo do Instituto.

 

Vigilância Sanitária alerta consumidores sobre compras para a Páscoa

  • 11 de abril de 2022