Escolas de Samba do Rio voltam a se apresentar na Marquês de Sapucaí depois de dois anos

Publicado em 21/04/2022 - 11:05 | Atualizado em 21/04/2022 - 18:19
As escolas da Série Ouro abriram os desfiles de 2022 no Sambódromo - Pedro Ivo / Riotur

Depois de dois anos, as escolas de samba do Rio de Janeiro voltaram ao Sambódromo. Na última quarta-feira (20/04), primeiro dia de apresentação da Série Ouro (antigo Grupo de Acesso), desfilaram na Marquês de Sapucaí: Em Cima da Hora, Acadêmicos do Cubango, Unidos da Ponte, Porto da Pedra, União da Ilha, Unidos de Bangu e Sossego. Na Estrada Intendente Magalhães, na Zona Norte, foi realizado o desfile das agremiações da Federação de Blocos. Já no Terreirão do Samba, a programação começou às 19h e contou com 14 atrações, com destaque para Alcione, Moacyr Luz e Samba do Trabalhador, Teresa Cristina, Belo e Toninho Geraes. A Prefeitura do Rio montou um esquema operacional envolvendo diversos órgãos e secretarias nos locais de eventos e nos entornos. Confira, neste boletim, as ações realizadas.

 

ORDEM PÚBLICA E GUARDA MUNICIPAL

No ordenamento urbano, a operação da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e da Guarda Municipal do Rio (GM-Rio) contou com uma prisão e uma condução para delegacia, além de 111 ocorrências de auxílio a turistas em todos os pontos de festejo da cidade. As equipes da Seop e da GM-Rio também aturam na apreensão de cerca de 380 itens com ambulantes sem autorização. Foram aplicadas 538 multas e seis veículos foram rebocados. A operação está contando com 3.072 agentes, sendo empregados 512 por dia. Do total do efetivo, 300 guardas municipais estão atuando exclusivamente nas ações de trânsito, operando os bloqueios estabelecidos pela CET-Rio no entorno da Passarela do Samba e também para o deslocamento dos carros alegóricos, com foco na segurança viária e na diminuição de impactos no trânsito. Na Intendente Magalhães, O efetivo empregado é de 264 guardas municipais, sendo 44 por dia.

 

SAÚDE

Nesta primeira noite de desfiles, os postos médicos montados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS-Rio) no sambódromo fizeram 217 atendimentos. Dezesseis pacientes com quadros mais delicados precisaram ser transferidos pela Central de Regulação para UPAs ou hopitais da rede municipal. Entre eles, uma criança de 11 anos atropelada por um carro alegórico fora do sambódromo, que foi removida para o Hospital Municipal Souza Aguiar, onde passou por cirurgia e segue internada com quadro grave. Os postos médicos estão localizados nos setores 1 (concentração), 2, 7, 8, 10 (Rua Salvador de Sá), 11 e Apoteose (dispersão) e funcionam das 19h até o fim dos desfiles, com suporte para atender desde os casos brandos aos mais graves, até a estabilização e remoção. A operação da SMS-Rio no sambódromo também inclui ações de fiscalização do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária (IVISA-Rio), para verificação do cumprimento das normas sanitárias. Nesta noite, os agentes do instituto fizeram 81 vistorias no sambódromo, Terreirão do Samba e áreas públicas de entorno ocupadas por ambulantes, com seis autos de infração expedidos.

 

COMLURB

Nos desfiles desta quarta-feira (20/04), a Comlurb removeu 17 toneladas de resíduos de todo o interior da Marquês de Sapucaí. Das 7h às 20h, os garis prepararam o grande palco e deixaram tudo limpo retirando 23,4 toneladas de lixo. Já no entorno e acessos foram recolhidas 2,3 toneladas.

O trabalho de limpeza na Estrada Intendente Magalhães, áreas interna e externa, resultou em 13,5 toneladas de resíduos. Nos dois palcos de desfiles foram removidas 56,2 toneladas.

A Comlurb preparou um esquema especial de limpeza para o Carnaval 2022, que conta com um total de 4.494 garis em todos os dias de desfiles, no Sambódromo e na Estrada Intendente Magalhães. Foram disponibilizados ainda 1.045 contêineres de 240 litros no Sambódromo e 200 na Intendente Magalhães.

No Sambódromo são 287 garis por dia na limpeza noturna,11 para manter limpos os postos de saúde, e 198 garis/dia na limpeza diurna, após os desfiles. Em apoio à limpeza, estão sendo utilizados 19 caminhões compactadores e cinco basculantes por dia, além de 12 mini varredeiras, 16 sopradores e uma pipa d’água que faz a lavagem hidráulica com água de reuso todos os dias pela manhã. A limpeza do entorno do Sambódromo e do Terreirão do Samba, incluindo as ruas de acesso, é realizada diariamente, com 138 garis, e apoio de seis caminhões compactadores e três pipas d’água. Outros 11 garis da equipe de limpeza hospitalar da Companhia cuidam da limpeza dos sete postos de saúde instalados no interior da Passarela do Samba.

A limpeza na Intendente Magalhães conta com 50 garis por dia na limpeza noturna e 65 garis/dia na limpeza diurna, que começa logo após os desfiles. A grande novidade deste ano no desfile fica por conta da presença de duas mini varredeiras para a limpeza da pista de acesso, usadas em anos anteriores apenas no Sambódromo. A lavagem da pista de desfile, com água de reuso, está sendo realizada com duas pipas d ‘água, diariamente, além de três caminhões compactadores e três basculantes em apoio ao trabalho.

 

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Foram distribuídas 743 pulseiras de identificação para crianças e adolescentes no Sambódromo, no Terreirão e na Intendente Magalhães, no primeiro dia de carnaval. No Sambódromo, a Secretaria Municipal de Assistência Social atua em parceria com o Grupamento de Ronda Escolar da Guarda Municipal e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, no programa “Folia Legal”. Nos cinco dias de carnaval serão disponibilizadas dez mil pulseiras, além de realizada campanha de orientação e conscientização sobre violações aos direitos das crianças e dos adolescentes, como no caso de consumo de álcool e trabalho infantil, entre outros.

As equipes de abordagem social da SMAS atenderam 289 pessoas em situação de rua nas áreas do carnaval e nas zonas Norte e Sul, sendo que dez pessoas foram acolhidas. Também com o CMDCA, funcionários da Assistência Social distribuíram 800 folders e ventarolas da campanha de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, no Sambódromo, no Terreirão e na Intendente Magalhães. A SMAS conta com 400 funcionários nas ruas do Rio neste Carnaval, sendo 80 diariamente. Na Rua Benedito Hipólito 163 há um espaço para atendimento de crianças desacompanhadas ou perdidas dos responsáveis, filhos de ambulantes que estiverem trabalhando no entorno do Sambódromo, ou crianças e adolescentes em situação de violação de direitos, como trabalho infantil.

 

CET-RIO

O esquema especial de trânsito no Centro e em todos os seus acessos teve início na terça-feira (19/04). A operação conta com 260 operadores, entre agentes da CET-Rio e apoiadores de tráfego, que trabalham para manter a fluidez, coibir o estacionamento irregular, ordenar os cruzamentos, orientar pedestres e efetuar os bloqueios viários. A equipe conta com 19 reboques para desobstrução de vias, 29 motocicletas e 30 veículos operacionais. Também são utilizados 11 painéis de mensagens variáveis, entre fixos e móveis, para informação dos horários dos fechamentos e condições do tráfego. O Centro de Operações da Prefeitura monitora toda a área do evento pelas câmeras, possibilitando que técnicos da CET-Rio implantem ajustes na programação dos semáforos com o objetivo de garantir a fluidez do trânsito.

– Veja a operação especial de trânsito para os desfiles da Sapucaí e da Intendente Magalhães

 

TRANSPORTE

A Prefeitura do Rio preparou uma operação especial para o sistema de transporte público no Carnaval. A orientação é que a população planeje seus deslocamentos considerando as interdições que ocorrem nos entornos do Sambódromo, no Centro, e da Estrada Intendente Magalhães, na Zona Norte. As linhas de ônibus sofreram modificações nos itinerários que passam por áreas interditadas. Metrô e Supervia funcionam durante a madrugada, e táxis têm pontos de embarque no entorno do Sambódromo.

Veja aqui as modificações nos itinerários dos ônibus, e esquema de trens, metrô, VLT, BRT e táxis.

 

RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

Use preferencialmente o transporte público (trem ou metrô);

Se for embarcar no Aeroporto Santos Dumont e Rodoviária do Rio procure antecipar a sua chegada;

Evite circular de carro no Centro da Cidade; Busque rotas alternativas. Há um grande número de interdições na região, com movimentação de carros alegóricos;

Nos dias de carnaval, a Prefeitura monitora a concentração de público na região da Lapa, contudo não estão previstas interdições ao tráfego na localidade;

Respeite os locais de proibição de estacionamento e fique atento aos horários de restrição, pois reboques estão circulando na região;

Para garantir a segurança dos foliões, informamos que a travessia deve ser realizada exclusivamente na faixa de pedestres e sempre com atenção redobrada;

É muito importante que sejam respeitadas as orientações dos agentes de trânsito e também de toda a sinalização implantada na área;

Moradores que possuam carro particular e vaga de garagem e que necessitem acessar a região interditada do Sambódromo devem fazê-lo pelo Largo do Estácio, sempre portando comprovante de residência (conta de luz, gás, telefone) em seu nome.

 

VEJA IMAGENS DOS DESFILES

 

União da Ilha do Governador – Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

 

União da Ilha do Governador – Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

 

Unidos de Bangu – Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

 

Acadêmicos do Sossego – Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

 

Porto da Pedra – Fabio Motta / Prefeitura do Rio

 

Porto da Pedra – Fabio Motta / Prefeitura do Rio

 

Unidos da Ponte – Fabio Motta / Prefeitura do Rio

 

Unidos da Ponte – Fabio Motta / Prefeitura do Rio

 

Acadêmicos do Cubango – Fabio Motta / Prefeitura do Rio

 

Em cima da Hora – Fabio Motta / Prefeitura do Rio