Prefeitura abre terceira ala no sambódromo para receber pessoas em situação de rua

Publicado em 11/05/2020 - 19:26 | Atualizado
Quarto do Sambódromo pronto para acolher pessoas em situação de rua. Foto: Marco Antônio Rezende/Prefeitura do RioNo total 170 vagas foram oferecidas, todas já ocupadas.  Foto: Marco Antônio Rezende/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), realizou nesta segunda-feira, 11/05, a abertura de mais uma unidade no sambódromo para acolher pessoas em situação de rua. O novo espaço adaptado, com capacidade para 50 homens adultos, tem a mesma estrutura das outras duas unidades: quartos com camas, ventiladores, cômodas, além das instalações de mais pias e chuveiros. A ação da prefeitura é mais uma medida de prevenção e combate ao novo coronavírus.

Profissionais da SMASDH fizeram abordagem nesta manhã em Copacabana, Centro, Catete, Largo do Machado, Flamengo e Botafogo. Aquelas que aceitam o acolhimento recebem um kit higiene, roupas, calçados, roupas de banho, além de cinco refeições por dia.

– O espaço adaptado no sambódromo tem dado muito certo. A maioria das pessoas em situação de rua entendeu o quanto esse vírus pode ser perigoso e que esta é melhor forma de combatê-lo. Os acolhidos têm espaço para realizar a higiene pessoal de forma adequada, além de receber toda assistência da equipe da SMASDH – explicou a secretária de Assistência Social, Tia Ju.

A nova unidade também terá um quarto para isolamento, caso algum acolhido apresente sintomas de Covid-19. Um espaço para leitura, jogos e televisão também foi montado. Esta já é a terceira ala adaptada, totalizando 170 vagas, todas ocupadas.