Vila Sapê recebe primeira vistoria técnica do programa Favela com Dignidade

Publicado em 12/08/2021 - 17:32 | Atualizado em 12/08/2021 - 17:59
Vistoria na Vila do Sapê - Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

Chegou a vez de a Vila Sapê, em Curicica, Jacarepaguá, ser beneficiada pelo Programa Favela com Dignidade. Coordenados pela Secretaria de Ação Comunitária, representantes de órgãos da Prefeitura fizeram nesta quinta-feira (12/08) uma primeira vistoria, dando início a um levantamento dos principais serviços a serem prestados no local. A população, em torno de cinco mil habitantes, pede melhorias na coleta de lixo, na iluminação, na acessibilidade, na dragagem de rios, na limpeza de caixas coletoras de esgoto e na pavimentação

Um terreno de esquina na Rua Cordeiro do Rio foi apontado pelos moradores como uma área apropriada para a instalação de uma praça ou ampliação da clínica da família. Segundo a população, a clínica inaugurada na gestão passada não dá vazão, por falta de pessoal. Segundo a presidente da Associação de Moradores, Elizangela Dias, era para ter oito equipes médicas e, desde a inauguração, só tem quatro.

A secretária de Ação Comunitária, Marli Peçanha, esteve à frente da vistoria e falou da importância do trabalho junto às favelas  da cidade:

– Vamos atender aos mais vulneráveis. E a receita desse sucesso é a união de todos na Prefeitura. Juntos, levaremos os principais serviços à população. Daremos, dessa forma, mais qualidade de vida.

Na entrada da comunidade, na Estrada dos Bandeirantes, Marli lembrou de sua ação como subprefeita de Jacarepaguá, ao legalizar a maioria do comércio ali instalado. A secretaria da Ação Comunitária promoverá uma segunda visita em parceria com as outras pastas envolvidas na realização do programa, que está previsto para o final de agosto, início de setembro.

No fim de maio, a Prefeitura inaugurou o programa Favela com Dignidade em Manguinhos. Na ocasião, mais de 100 servidores ocuparam 25 tendas para levar seus serviços aos mais vulneráveis. Foram realizados 1.086 atendimentos diretos.

BALANÇO

Nos últimos seis meses, a Ação Comunitária levou serviços da Prefeitura a 53 favelas e comunidades, beneficiando 335 mil moradores. As principais demandas foram atendidas em parceria com a Comlurb, Rio Luz e secretarias de Conservação e Meio Ambiente.

Para conhecer as necessidades de cada comunidade, as equipes da Ação Comunitária realizaram 65 visitas de inspeção às principais favelas e comunidades do Rio. Favelas dos complexos da Penha, Alemão, Caju, Manguinhos, Maré, Pedreira e Acari receberam serviços da Prefeitura assim como Jacarezinho, Fazenda Botafogo, Sampaio, Engenho Novo, Bangu Rocha, Bonsucesso, Ilha do Governador e comunidades da Taquara, Curicica, Vargens Cidade de Deus e Pechincha.

  • 12 de agosto de 2021