Rio terá eventos em 2020 para celebrar título de 1ª Capital Mundial da Arquitetura

Publicado em 27/08/2019 - 16:01 | Atualizado em 09/09/2019 - 17:57
O título inédito de Capital Mundial da Arquitetura foi concedido à Prefeitura pela Unesco e pela União Internacional dos Arquitetos (UIA). Foto: Michel Filho/ Prefeitura do Rio

Eleito a primeira Capital Mundial da Arquitetura, o Rio de Janeiro será o epicentro da arquitetura no mundo, no próximo ano, com uma série de eventos sobre o tema, incluindo réveillon, carnaval, exposições, concursos e debates. A programação oficial RIO2020, que envolve o 27º Congresso Mundial dos Arquitetos (UIA2020RIO), foi lançada nesta terça-feira, dia 27 de agosto, em evento realizado na Casa Firjan, em Botafogo, Zona Sul da cidade. Também fazem parte da programação o Fórum Mundial de Cidades, que reunirá 28 prefeitos de metrópoles internacionais, e uma feira de negócios com o que há de mais avançado nos produtos, serviços e tecnologias ligadas à arquitetura.

– O congresso e a titulação são extraordinárias oportunidades de chamarmos atenção para a beleza única desta cidade. O turismo é o novo petróleo para o Rio, com um enorme potencial. Temos uma natureza espetacular que se une a um legado arquitetônico que perpassa cinco séculos – disse o secretário Municipal de Turismo, Paulo Jobim, durante a apresentação do calendário.

 

O secretário municipal de Turismo, Paulo Jobim, durante a apresentação do calendário: “O turismo é o novo petróleo do Rio”. Foto: Hudson Pontes/ Prefeitura do Rio

 

O título inédito de Capital Mundial da Arquitetura foi concedido à Prefeitura pela Unesco e pela União Internacional dos Arquitetos (UIA). O destaque da programação é o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), que reunirá cerca de 20 mil profissionais entre os dias 19 e 23 de julho para discutir o futuro das metrópoles, sua sustentabilidade e seu papel no desenvolvimento humano. É a primeira vez que o Brasil recebe esse evento da UIA, considerado o mais importante da área.

– O congresso é dos arquitetos, mas também de toda a sociedade. Todos são convidados a debater propostas sobre o que se quer para o Rio e para as cidades do mundo – afirmou o arquiteto Sérgio Magalhães, presidente do Conselho Executivo do Congresso.
O evento desta terça-feira reuniu mais de 250 pessoas entre arquitetos, urbanistas, empresários e diretores de instituições culturais. A programação apresentada é extensa e envolve dezenas de exposições, debates, palestras e a inclusão do tema em grandes eventos como a festa de réveillon na Praia de Copacabana e o carnaval. A escola de samba Unidos da Tijuca apresentará o enredo “Onde moram os sonhos”, dedicado à arquitetura e ao urbanismo. O calendário vai promover também outras iniciativas que estimularão o conhecimento sobre o tema e a discussão envolvendo o que se quer para os espaços urbanos no futuro.

Congresso Mundial dos Arquitetos

Centenas de arquitetos, urbanistas e demais interessados da sociedade civil já garantiram presença no evento, que transformará o Rio no epicentro do debate sobre o futuro das cidades do mundo. As inscrições estão abertas no site oficial.
Essa é a primeira vez que o Brasil recebe esse evento, que retorna à América Latina após 42 anos. Para sediar o Congresso em 2020, o Rio competiu com Paris e Melbourne.
O UIA2020RIO é promovido pela União Internacional de Arquitetos e conta com a organização do IAB, convidando especialistas e entusiastas de cidades mais dinâmicas e justas a debater soluções entre os dias 19 e 23 de julho de 2020. Antes, nos dias 17 e 18, o Rio também será pano de fundo do Fórum Mundial de Cidades Unesco-UIA, que reunirá prefeitos de ex-sedes e lideranças políticas, empresariais, culturais e da sociedade.

Rio – Capital Mundial da Arquitetura

Ao longo de todo o ano de 2020, a cidade sediará uma série de eventos, entre eles o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, o Fórum Mundial de Cidades, exposições e concursos públicos. Além de mostrar para o mundo a riqueza arquitetônica do Rio, esta titulação é também uma oportunidade de reflexão sobre o futuro, de planejar o que se quer para as cidades de todo o mundo.